Pedrinho ataca Jorge Jesus e chama Everton para o Shakhtar Donetsk

Pedrinho abordou a passagem pelo Benfica e reconheceu que não é fácil trabalhar com Jorge Jesus. O extremo brasileiro, atualmente no Shakhtar Donetsk (Ucrânia), defende que a forma como o treinador fala com os jogadores retira confiança em vez de a potenciar.

«Passei um curto período no Benfica. O jogador precisa de confiança, poderia ser mais fácil pela língua. A adaptação foi rápida, mas por não ter oportunidades, preferi procurar outra oportunidade. No Shakhtar Donetsk há muitos brasileiros que me ajudam. Claro que há muito frio, mas a adaptação foi rápida, tive uma sequência de jogos e ganhei confiança. Quando estás bem dentro de campo, é uma consequência direta», afirmou, em declarações à Gazeta Esportiva.

Pedrinho também abordou a forma de trabalhar de Jorge Jesus:

«Desde que cheguei ao Benfica, nunca duvidei das capacidades técnicas de Jorge Jesus, ele é muito bom. Mas a forma como ele trata as pessoas é determinante para o seu rendimento. Algumas pessoas lidam de forma mais fácil. Alguns jogadores acabam a jogar sob pressão. Aqui o técnico do Shakhtar diz que é preciso ter prazer de jogar, no Benfica tinha uma pressão para não errar. Jorge Jesus não dá total liberdade para conversar. Às vezes fazes uma jogada no treino e ele ofende-te quando tu só queres ajudar. O jogador fica com medo e pensa: ‘se fizer isso, ele vai reclamar!’ Chega um momento em que não te sentes confortável em campo e não consegues render.»

Pedrinho revelou ainda que tem conversado regularmente com Everton e que aconselha o compatriota a sair do Benfica.

«Converso com o Everton diariamente e digo-lhe que vir para o Shakhtar ajudou-me bastante a recuperar o meu futebol e a minha confiança. Ele tem de pensar bem e não quero influenciar a sua decisão. É um grande jogador e, como fã dele, quero é vê-lo jogar e ser feliz», disse o médio, em declarações à Gazeta Esportiva.

Leave a Reply