Roger Schmidt: “Não interessa muito quem é o adversário. Espero um jogo duro, mas claro que queremos ganhar.”

A paixão de um dérbi não inibe a racionalidade de Roger Schmidt, que, na antevisão ao Benfica-Sporting, jogo da 16.ª jornada da Liga Bwin, agendado para as 18h00 de domingo, 15 de janeiro, no Estádio da Luz, fez questão de sublinhar a necessidade de as águias pensarem, sobretudo, no seu “jogo” e no “plano” que têm na procura de mais três pontos.

Na conferência de Imprensa realizada no Benfica Campus, o técnico do Benfica enalteceu o facto de o dérbi de amanhã colocar frente a frente duas formações que “procuram jogar no seu estilo”, pelo que as águias vão tentar manter-se fiéis ao que têm apresentado na presente temporada.

Afastando preocupações com aspetos como a colocação de Pedro Gonçalves no meio-campo contrário, assumida pelo treinador Rúben Amorim minutos antes, ou a escolha de Artur Soares Dias para dirigir o dérbi, Roger Schmidt frisou que as preocupações dos encarnados estão centradas no seu “comportamento tático” durante o duelo.

Para o encontro ficaram ainda duas garantias: o plantel não tem lesionados e os reforços Tengstedt e Schjelderup não serão opções, pois “não estão na melhor forma física” após seis semanas sem competir.

Benfica

O que espera do jogo de amanhã, frente ao Sporting? Que atualização do estado físico de Grimaldo e Rafa pode fazer?

Espero um jogo de futebol de topo, contra um adversário muito bom. É um dérbi de Lisboa, as duas equipas jogam um futebol de ataque, sempre a procurar jogar no seu estilo, por isso, para nós, não interessa muito quem é o adversário. Espero um jogo duro, mas claro que queremos ganhar. É muito importante para a nossa situação na Liga. Hoje, todos os jogadores estiveram no treino, não há questões em termos de lesões, por isso todos estão disponíveis para jogar.

É o seu primeiro dérbi com o Sporting, o que significa para si? O que espera do árbitro [Artur Soares Dias]?

Sobre o árbitro? Espero sempre que o árbitro arbitre bem, que conduza bem o jogo. É o que espero. Penso que já falámos disso, no início da época, sobre os árbitros. Os árbitros estão a fazer um trabalho muito bom em Portugal, estou surpreendido pela qualidade. Confio nos árbitros e não tenho nenhum problema com isso. Como disse, é a primeira vez que jogo este dérbi, mas, independentemente onde estamos, há sempre dérbis para jogar durante a época, todas as ligas têm estes jogos. Claro que sei da importância para os adeptos, sabemos que temos de dar tudo, mas também não temos de fazer nada de especial. Só temos de jogar bom futebol, ao nosso melhor nível. É preciso fazê-lo sempre, seja um jogo da Liga dos Campeões, um dérbi ou um jogo normal da Liga. Temos de estar a um nível elevado e amanhã esse é um aspeto chave. Temos de nos focar para o nosso plano de jogo, ser muito disciplinados e acreditarmos em nós mesmos. Sabemos que podemos bater qualquer equipa no nosso estádio.

Benfica

“Espero um jogo duro, mas claro que queremos ganhar. É muito importante para a nossa situação na Liga”

Roger Schmidt

Rúben Amorim, treinador do Sporting, disse que vai jogar com Ugarte e Pedro Gonçalves no meio-campo. Que mudanças vê na sua opinião?

Nada muda. Penso que o Sporting tem qualidade, muito boa qualidade em todas as posições. Jogam com laterais ofensivos, que formam uma linha de cinco a defender, com jogadores livres para atacar. Acho que esta época jogámos mais contra este tipo de formações, por exemplo, na Liga dos Campeões. Todos os jogos na Liga dos Campeões foram precisamente contra este tipo de formações. Sabemos como jogar contra este tipo de equipas. Sobre quem joga no centro do meio-campo? Claro que há sempre diferenças nas caraterísticas dos jogadores, mas para nós isso não é muito importante. Não colocamos muito foco nisso. Sabemos da qualidade dos jogadores, da equipa, mas trabalhamos, sobretudo, nos detalhes sobre o nosso comportamento tático. Mas 90% é a pensar em nós, no nosso plano, comportamento com a bola, nos momentos de transição. Não é que não respeitemos o adversário, mas é a mesma coisa quando jogámos na Liga dos Campeões contra o Paris Saint-Germain ou Juventus. Falamos sempre do nosso jogo, respeitamos sempre a qualidade individual do nosso adversário. Por isso, para mim, não é importante qual o jogador que vai atuar nessa posição.

Benfica

“Trabalhamos, sobretudo, nos detalhes sobre o nosso comportamento tático. Mas 90% é a pensar em nós, no nosso plano, comportamento com a bola, nos momentos de transição”

O Benfica está confortavelmente no topo da Liga, com 12 pontos de vantagem sobre o Sporting, acha que isso pode influenciar a forma dos jogadores abordarem o jogo?

Se queremos ser campeões, temos de ganhar muitos pontos. É muito claro! Não podemos empatar muito nem podemos perder jogos. Temos estado bem, mas nada está feito. Temos de manter o nível, continuar a ganhar jogos, no final não interessa contra quem. Temos sempre de lutar pelos pontos em cada jogo. Queremos ter uma performance de topo. Ainda estamos quase no meio da época, não pensamos muito nos pontos, nas distâncias, pensamos sempre na forma como podemos ganhar os três pontos no próximo jogo.

Benfica

“Tengstedt e Schjelderup têm grande talento. Tiveram uma paragem de seis semanas, não estão na melhor forma em termos físicos. Claro que não podem fazer parte da equipa nas próximas duas a três semanas”

Sobre Tengstedt e Schjelderup, podem os dois jogadores ser opção para o jogo? O que espera deles?

Espero que se desenvolvam bem no Benfica. É um grande passo para eles, de uma liga escandinava para a Liga Portuguesa, para um grande clube. Têm grande talento. Tiveram uma paragem de seis semanas, não estão na melhor forma em termos físicos. Claro que não podem fazer parte da equipa nas próximas duas a três semanas. Têm de habituar-se à equipa e aos colegas, ao estilo de jogo, construir e elevar o nível físico para que, quando estiverem prontos, possam fazer parte da equipa. É muito cedo para jogarem pelo Benfica, após seis semanas de paragem. Sabíamos disso. Acreditamos nos dois jogadores, têm grande potencial, esperamos que melhorem rapidamente no Benfica.

Pensa que uma vitória do Benfica afasta o Sporting da corrida pela conquista do título?

Não sei, é a 16.ª jornada, por isso nada está decidido.

Leave a Reply