Roger Schmidt: “Não vamos subestimar o Varzim mas sim mostrar a nossa motivação para ganhar a Taça”

Uma ideia clara sobressaiu da antevisão do treinador Roger Schmidt ao encontro frente ao Varzim, nesta terça-feira, 10 de janeiro, às 20h45, a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal, que será realizado no Estádio do Varzim Sport Clube: “Não vamos subestimar esta equipa! Estamos completamente focados neste jogo.”

No Benfica Campus, o técnico encarnado lembrou o percurso do oponente da Liga 3 na presente temporada, apontou as caraterísticas do jogo que as águias terão pela frente e falou da ambição de “vencer a Taça de Portugal”.

Assegurando que “tem jogadores e plantel” para fazer face aos desafios que o Benfica enfrenta na temporada, Roger Schmidt falou ainda da “felicidade” de Enzo, assim como das suas “muito boas condições” físicas, sem fechar a porta a mais “ajustes” no plantel, após terem sido consumadas as saídas de Rodrigo Pinho e Diogo Gonçalves.

Roger Schmidt

Que tipo de dificuldades espera do jogo frente ao Varzim?

Espero um jogo típico de Taça, estamos nos oitavos de final da competição, o nosso adversário é uma equipa da Liga 3, mas tem estado muito bem no Campeonato. Já mostraram a sua qualidade e espírito na Taça de Portugal, onde venceram os últimos três jogos [nas eliminatórias anteriores] por 1-0. Isso diz muito da sua abordagem. São muito bons na defesa, colocam muitos jogadores atrás da linha da bola, dão pouco espaço, mas essas são situações similares às que enfrentámos em outros jogos. Não vamos subestimar esta equipa. Sabemos que temos de estar prontos para um jogo difícil, queremos seguir para os quartos de final e fazer de tudo para ganhar a Taça de Portugal. É uma oportunidade para mostrar a nossa vontade, determinação e motivação para vencer a competição.

Roger Schmidt

“Sabemos que temos de estar prontos para um jogo difícil, queremos seguir para os quartos de final e fazer de tudo para ganhar a Taça de Portugal”

Roger Schmidt

Na próxima jornada da Liga Bwin, no dia 15 de janeiro, domingo, o Benfica vai defrontar o Sporting no Estádio da Luz. Em face do calendário, admite poupar jogadores neste jogo com o Varzim?

Amanhã é terça-feira, depois só jogamos no domingo, não vai haver problema para recuperar entre os jogos, já estamos habituados a isso. Estamos muito motivados para a Taça de Portugal, levamos esta competição muito a sério e vamos encontrar a abordagem certa. Eventualmente poderemos fazer algumas alterações, mas queremos ganhar, estamos apenas focados nisso, não pensamos nas próximas semanas nem no próximo jogo da Liga, ainda que seja um dérbi com o Sporting. Estamos completamente concentrados no Varzim.

Como analisa o regresso de Enzo aos treinos e à equipa? Vai lançá-lo no onze?

Como já disse na semana passada nas conferências de Imprensa, antes e depois do jogo com o Portimonense, o assunto Enzo está encerrado. Enzo é nosso jogador, está em muito boas condições, a treinar bem e feliz. É um elemento que faz parte da equipa e um jogador-chave. Já disse tudo em relação a esse tema.

Roger Schmidt

“Mostrámos nos primeiros meses da época que podemos contar com vários jogadores. […] Durante uma janela de transferências, claro que temos sempre de ver se podemos ajustar a equipa”

Pensa que tem um vasto leque de jogadores que lhe permita gerir o esforço entre competições? Será necessário ir ao mercado?

Mostrámos nos primeiros meses da época que podemos contar com vários jogadores. Claro que jogámos muitas vezes com uma equipa inicial similar, mas tivemos vários momentos em que fizemos algumas alterações e mantivemos o nível. Sim, temos jogadores para enfrentar e jogar consoante a calendarização. Durante uma janela de transferências, claro que temos sempre de ver se podemos ajustar a equipa. Há sempre conversas em torno de jogadores que possam querer sair para jogarem mais, por não terem o tempo de jogo que desejam, também avaliamos se podemos melhorar um pouco a equipa. Não é como no verão, mas ajustes são sempre possíveis. Estamos preparados para isso. Talvez aconteça algo. Já libertámos Rodrigo Pinho e Diogo Gonçalves, saíram porque tinham opções e terão mais oportunidades para jogar. Concordámos com isso, estiveram muito bem connosco nos primeiros meses da época, participaram em alguns jogos importantes. Coisas como estas podem sempre acontecer, mas temos de esperar pelas próximas semanas até ao fecho da janela de transferências.

Leave a Reply