Oito águias presentes no Mundial-2023 de andebol que se vai disputar na Hungria

Benfica cede oito jogadores às seleções que preparam o Campeonato do Mundo de andebol, que acontece de 11 a 29 de janeiro, na Suécia e na Polónia. Chema Rodríguez, selecionador da Hungria, também vai estar ausente.

O grande certame está à porta e as seleções começam a ultimar os pormenores para se apresentarem nas melhores condições.

Alexis BorgesGustavo Capdeville e Gabriel Cavalcanti (emprestado à equipa espanhola do BM Cisne) foram chamados por Paulo Pereira para o estágio de preparação que vai decorrer em Rio Maior de 26 a 30 de dezembro.

A formação nacional ruma depois à Noruega, onde em Trondheim vai participar, de 5 a 8 de janeiro, na Gjensidige Cup (a par do país da casa, Brasil e Estados Unidos da América). Daí, viaja finalmente para a Suécia, onde ficará sediada em Kristianstad, casa do grupo D, do qual fazem parte ainda a Islândia, Coreia do Sul e Hungria.

Andebol Benfica

Os húngaros vão contar com duas caras bem conhecidas dos Benfiquistas. O treinador Chema Rodríguez é o selecionador dos magiares, que vai ter nas suas fileiras o central do Benfica Ádám Juhász.

Na Suécia vão estar também Paulo Moreno e Leandro Semedoao serviço de Cabo Verde, mas na cidade de Gotemburgo. Os cabo-verdianos vão medir forças, no grupo C, com a seleção da casa, Brasil e Uruguai.

Leandro Semedo e Paulo Moreno

A lista não fica por aqui. Na Polónia, em Cracóvia, Sergey Hernández vai representar a Espanha (inserida no grupo A com Montenegro, Chile e Irão), e, em Katowice, Petar Djordjic ao serviço da Sérvia vai tentar bater a Alemanha, o Qatar e a Argélia, equipas do grupo E.

Leave a Reply