Site icon TerceiroAnel.blog

Gonçalo Ramos só ficou com quatro jogadores à sua frente na lista dos melhores marcadores do Mundial-2022

Advertisements

Fim de festa no Catar com lágrimas de alegria para a Argentina e de tristeza para a França. O ‘hat trick’ de Kylian Mbappé na final não chegou para dar o título à França, mas o astro francês sai do Catar como melhor marcador, já estava empatado com Messi antes do jogo decisivo e o argentino ‘só’ marcou dois.

Mas no que ao Benfica diz respeito, é de referir que o nosso Gonçalo Ramos, fruto do ‘hat trick’ sobre a Suiça, terminou na 5ª posição da lista dos melhores marcadores do Mundial-2022 no Catar, em igualdade com cinco outros craques que se notabilizaram nesta competição. À sua frente “apenas” Kylian Mbappé, Lionel Messi, Giroud e ainda Julián Álvarez.

Lista final dos melhores marcadores do Mundial:

8 golos: Kylian Mbappé (França, PSG)

7 golos: Lionel Messi (Argentina, PSG)

4 golos: Giroud (França, Milan) e Julián Álvarez (Argentina, Manchester City)

3 golos: Gonçalo Ramos (Portugal, Benfica), Richarlison (Brasil, Tottenham), Bukayo Saka (Inglaterra, Arsenal), Álvaro Morata (Espanha, Atlético), Cody Gakpo (Países Baixos, PSV Eindhoven) e Enner Valencia (Equador, Fenerbahçe)

2 golos: Rafael Leão (Portugal, Milan), Bruno Fernandes (Portugal, Manchester United), Ferran Torres (Espanha, Barcelona), Mehdi Taremi (Irão, Porto), Andrej Kramaric (Croácia, Hoffenheim), Cho Gue-sung (Coreia do Sul, Sangmu), Mohammed Kudus (Gana, Ajax), Al Dawsari (Arábia Saudita, Al-Hilal), Ritsu Doan (Japão, Friburgo), Kai Havertz (Alemanha, Chelsea), Niclas Füllkrug (Alemanha, Bremen), Giorgian De Arrascaeta (Uruguai, Flamengo), Aleksandar Mitrovic (Sérvia, Fulham), Breel Embolo (Suíça, Mónaco), Vincent Aboubakar (Camarões, Al Nassr), Robert Lewandowski (Polónia, Barcelona), Neymar (Brasil, Paris), Wout Weghorst (Países Baixos, Wolfsburgo), Youssef En-Nesyri (Marrocos, Sevilha) e Harry Kane (Inglaterra, Tottenham)

1 golo: Gavi (Espanha, Barcelona), Dani Olmo (Espanha, Leipzig), Marco Asensio (Espanha, Real Madrid), Carlos Soler (Espanha, Paris), Davy Klaassen (Países Baixos, Ajax),Gareth Bale (País de Gales, Los Angeles), Tim Weah (Estados Unidos, LOSC Lille), Al Shehri (Arábia Saudita, Al-Hilal), Adrien Rabiot (França, Juventus), Craig Goodwin (Austrália, Adelaide), Ilkay Gündogan? (Alemanha, Manchester City), Takuma Asano (Alemanha, Bochum), Michy Batshuayi (Bégica, Fenerbahçe), João Félix (Portugal, Atlético), Cristiano Ronaldo (Portugal, -), André Ayew (Gana, Al-Sadd), Osman Bukar (Gana, Estrela Vermelha), Ramin Rezaian (Irão, Lekhwiya), Rouzbeh Cheshmi (Irão, Umm-Salal), Famara Diedhiou (Senegal, Alanyaspor), Boulaye Dia (Senegal, Salernitana), Mohammed Muntari (Qatar, Al-Duhail), Cheikh Dieng (Senegal, Marselha), Mitchell Duke (Austrália, Fagiano Okayama), Piotr Zielinski (Polónia, Nápoles), Andreas Christensen (Dinamarca, Barcelona), Enzo Fernández (Argentina, Benfica), Keysher Fuller (Costa Rica, Herediano), Abdelhamid Sabiri (Marrocos, Sampdoria), Zakaria Aboukhlal (Marrocos, Toulouse), Alphonso Davies (Canadá, Bayern), Andrej Kramaric (Croácia, Hajduk Split), Lovro Majer (Croácia, Rennes), Eric Maxim Choupo-Moting (Camarões, Bayern), Jean-Charles Castelletto (Camarões, Nantes)?, Strahinja Pavlovic (Sérvia, Salzburgo), Sergej Milinkovic-Savic (Sérvia, Lazio) e Mohammed Salisu (Gana, Southampton), Theo Hernández (França, Milan), Randal Muani (França, Eintracht Franfurt), Josko Gvardiol (Croácia, RB Leipzig), Mislav Orsic (Croácia, Dínamo Zagreb), Achraf Dari (Marrocos, Brest) e Di María (Juventus, Argentina)

Exit mobile version