No Name Boys entre absolvições e condenações pelo Tribunal de Sintra

Os cinco elementos dos No Name Boys, claque do Benfica, acusados de tentativa de homicídio qualificado de um adepto do Sporting foram, esta quinta-feira, absolvidos pelo Tribunal de Sintra por «falta de prova».

O caso diz respeito a maio de 2020 quando um grupo de adeptos ligados ao Benfica atacou um sportinguista, no Estoril.

O Tribunal de Sintra condenou, também nesta quinta-feira, a pena suspensa e proibição de entrada em recintos desportivos 11 dos 31 elementos ligados aos No Name Boys, julgados pelo apedrejamento do autocarro do Benfica, que resultou no ferimento de dois jogadores, Weigl e Zivkovic. Nenhuma das penas é superior a cinco anos. Esses elementos foram condenados pelos crimes de «dano simples consumado, atentado à segurança de transporte rodoviário, detenção de arma proibida, ameaça simples, furto simples e ofensa à integridade física qualificada».

Ao todo, foram julgados 31 elementos da claque das águias por ataques levados a cabo entre 2018 e 2020, que incluíam, além do apedrejamento do autocarro do Benfica, agressões a três adeptos do Sporting e ameaças no prédio onde residia Bruno Lage, treinador dos encarnados na altura.

Leave a Reply