Gonçalo Ramos? “Não é por acaso que os companheiros da formação lhe chamam feiticeiro” – Renato Paiva

Renato Paiva, treinador português de 52 anos que anteontem foi oficializado novo líder técnico dos brasileiros do Bahia, esteve anos na formação do Benfica e também treinou Gonçalo Ramos. Renato Paiva não se mostrou surpreendido com a exibição e os três golos (e uma assistência) do ponta de lança das águias no Portugal-Suíça dos oitavos de final do Campeonato do Mundo do Catar.

«O Gonçalo soube sempre agarrar as oportunidades quando lhe apareceram. Ele já era assim na formação e depois quando começou a aparecer na equipa principal do Benfica. É um rapaz muito humilde, que trabalha muito e sempre determinado, muito focado», recordou Renato Paiva, sublinhando sempre a enorme «capacidade de trabalho» que o atacante, de somente 21 anos, tem mostrado nas várias etapas da carreira.

E, depois, muito importante, apontou o treinador, é a relação de Gonçalo Ramos com o golo: «Não é por acaso que os companheiros da formação lhe chamam feiticeiro. Parecia que todos os remates que ele fazia resultavam em golo, mesmo aqueles mais fracos e que à partida pareciam condenados ao fracasso. A relação que ele tem com o golo, nos treinos e nos jogos, foi sempre extraordinária e nós, na altura, soubemos potenciar isso muito bem no Benfica.»

Depois, a pergunta para um milhão de dólares: deve Fernando Santos manter Gonçalo a titular na Seleção, no lugar de CR7?
«Seria normal ele continuar, depois desta exibição, mas Ronaldo é Ronaldo… Fernando Santos tem de decidir, não queria estar no lugar dele agora», observou.

Leave a Reply