Polivalência e exibições de Chiquinho ganham pontos para a continuidade no plantel

O médio/médio-ofensivo/extremo Chiquinho está a aproveitar espaços por preencher na equipa do Benfica, oferecendo versatilidade à equipa de Roger Schmidt, que lhe tem dado cada vez mais tempo em campo… e não só. Também protagonismo: assumiu com sucesso a marcação de um penálti anteontem, em Leiria, na Taça da Liga, onde fez de Enzo Fernández, ocupando o lado esquerdo da dupla do meio-campo, ao lado de Florentino.

Enzo está com a Argentina no Mundial e Fredrik Aursnes ainda recupera de lesão, limitando as escolhas do treinador alemão – Paulo Bernardo, outra opção para a posição, foi chamado pelos sub-21 -, mas isso não retira brilho ao jogador do Benfica, que marcou o tal golo, o primeiro da temporada, e reforçou estatuto de suplente relevante.

Chiquinho, que parecia votado ao esquecimento depois de pré-época em plano secundário e a chegada de reforços como Neres, Draxler, Enzo Fernández ou Aursnes, que pisam os seus terrenos, beneficia não apenas de espaços que ficam por preencher em função de ausências de habituais titulares, como também da não concretização do negócio Ricardo Horta, que lhe tiraria minutos nas linhas.

Leave a Reply