Site icon TerceiroAnel.blog

Rui Costa em entrevista à Liga Portugal TV revelou o “orgulho muito grande” pela academia do Benfica

Advertisements

Continuamente reconhecida a nível internacional, a qualidade patente no trabalho do futebol de formação do Sport Lisboa e Benfica mereceu nova distinção mundial na mais recente cerimónia dos “Globe Soccer Awards”. Este galardão foi o ponto de partida de uma entrevista que o Presidente Rui Costa concedeu à Liga Portugal TV. O futuro do Benfica Campus, o “talento” como principal factor de diferenciação e impulsionador do sucesso do futebol português, a aposta na internacionalização da marca Benfica e o presente e o futuro do Clube também foram temas nesta conversa exclusiva.

Rui Costa, presidente do Benfica, concedeu uma entrevista à Liga no âmbito do Thinking Football Summit, que decorre até este domingo no Porto.

Prémio de melhor Academia do mundo: “Deu-me um orgulho muito grande. Acredito que tenha sido mais do que merecido, num ano em que o Benfica ganha a Youth League e a Intercontinental. Tem um sabor muito especial a conquista da Youth League por si mesmo, depois de termos perdido três finais. Motivo de orgulho imenso. Dou os parabéns a todos os jovens, como agradeço a toda a estrutura e staff pelo trabalho que desenvolveu. Não foi a conquista de um ano, foi a conquista de uma década de trabalho.”

Futuro do Seixal: “A continuidade do que tem sido feito, melhorando o que entendemos que pode ser melhorado. Aumentar o rigor e forma de trabalhar com os miúdos. Temos uma preocupação enorme do ponto de vista social. Não queremos só formar jogadores, mas também homens. Será sempre um dos cuidados que iremos ter. Nunca substituiremos os pais dos nossos jogadores, mas enquanto estiverem no nosso centro de estágio, a responsabilidade está a nosso cargo. Depois a parte desportiva, como é óbvio. O trabalho foca-se muito na passagem destes jovens para a primeira equipa. No fundo, é a continuidade do que tem sido feito. O trabalho estava a ser bem feito. Quando as coisas estão bem, é não estragar.”

Fornada de talento saída da Academia: “Fizemos a pré-época com 14 jovens da formação Sabíamos que não iam ficar todos no plantel principal. Muitos deles estão na equipa B. Neste ano, estão nove a trabalhar diretamente com a equipa principal oriundos do Benfica Campus. No Mundial, estarão entre nove a dez jogadores oriundos da formação do Benfica. Essa também é a nossa grande satisfação. Este é o projeto do Benfica. Disse que daria muito espaço à formação do Benfica. Na Seleção, estão dois jogadores que se afirmaram no Benfica: António Silva e Gonçalo Ramos. O objetivo é formar mais jogadores, dar melhores condições para serem formados. Sem descurar a componente humana e social de todos eles.”

Exit mobile version