Benfica conquistou o troféu da primeira edição da Taça Jesus Correia

equipa de hóquei em patins do Benfica conquistou, neste sábado, 19 de novembro, o troféu da primeira edição da Taça Jesus Correia, após vencer o Murches no Pavilhão Fidelidade (5-2), em jogo da final.

Foi com o compromisso de vencer e conquistar mais um troféu, frente a um Murches que na 1.ª fase do Campeonato Nacional ocupa o último lugar, que o Benfica entrou em quadra. Na antevisão ao encontro, Bernardo Mendes havia reforçado o respeito pelo adversário, a fazer um percurso bem distinto do da principal prova nacional.

Facto é que foi mesmo o Murches a colocar-se na dianteira do marcador por 0-2, com um bis de Paulinho (2′ e 8′). Aos 15′, Pablo Álvarez, na conversão de um livre direto, reduziu para 1-2 e, aqui, começou a remontada encarnada! Diogo Rafael, aos 17′, e Edu Lamas, no minuto seguinte, colocaram o resultado em 3-2 ao intervalo.

No reatar, o Benfica foi dominante e dilatou para 4-2, por Roberto Di Benedetto (27′). Já perto do fim do encontro, Pablo Álvarez completou o bis e sentenciou a partida em 5-2. Assim, as águias conquistaram o troféu da Taça Jesus Correia, uma competição oficial criada pela APL (Associação de Patinagem de Lisboa).

No percurso até à final, o Benfica deixou pelo caminho o Stuart Massamá (1-13), HC Sintra (4-5) e UD Vilafranquense (2-12).

Os encarnados regressam às contas do Campeonato Nacional na terça-feira, dia 22 de novembro, para disputarem o jogo em atraso da 3.ª jornada frente ao HC Braga. A partida está agendada para as 21h00.

Benfica

DECLARAÇÕES

Nuno Resende (treinador do Benfica): “Chegámos à final com uma ajuda importante da formação. Estamos a falar de um mês de trabalho que permitiu que mantivéssemos os níveis de intensidade e qualidade da equipa para que quando chegassem os jogadores do Mundial pudéssemos fazer uma reintegração progressiva. Hoje estava em causa uma final, num torneio com equipas das várias Divisões, que valorizamos muito. Estava em causa o troféu e a reintegração de quem chegou. Notaram-se algumas falhas na ligação dos jogadores, trabalham em modelos de jogo diferentes, mas era um jogo muito importante para nós. Conseguimos ganhar e que os atletas estivessem juntos.”

Benfica
Benfica-Murches
5-2
Pavilhão Fidelidade
Cinco inicial do Benfica
Bernardo Mendes, Poka, Edu Lamas, Gonçalo Pinto e Lucas Ordoñez 
Suplentes
Pedro Henriques, Diogo Rafael, Pablo Álvarez, Nil Roca e Roberto Di Benedetto
Cinco inicial do Murches
 João Tigeleiro, Tomás Cardoso, João Maló, Bernardo Sousa e Paulinho
Suplentes
 João Santos, Filipe Bernardino, António Estrela, Miguel Feio e Diogo David
Ao intervalo3-2
Golos
Benfica: Pablo Álvarez (15′ e 47′), Diogo Rafael (17′), Edu Lamas (18′) e Roberto Di Benedetto (27′) Murches: Paulinho (2′ e 8′)
Marcha do marcador
 0-1; 0-2; 1-2; 2-2; 3-2; 4-2; 5-2

Leave a Reply