Motorista de Rui Costa ilibado pelo Tribunal Arbitral do Desporto

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) julgou procedente o recurso apresentado por Ricardo Jorge Alves dos Santos, motorista de Rui Costa, do castigo que lhe foi imposto pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Ricardo dos Santos tinha sido suspenso, em julho passado, por 17 dias, na sequência de factos ocorridos na final da Taça da Liga entre Benfica e Sporting (vitória dos leões por 2-1), além de ter de pagar 2870 euros de multa.

Em causa estava uma altercação com Hugo Viana, diretor desportivo do Sporting que se dirigiu a Ricardo dos Santos a dizer ‘tu devias era estar preso’. O motorista teria respondido ‘depois conversamos lá fora’, acrescentando vários insultos.

Para o colégio arbitral do TAD, liderada por Sónia Carneiro, antiga diretora executiva da Liga, «concluiu-se que, no caso concreto não se encontra provada que tenha sido proferida a expressão que deu azo à condenação do demandante em processo disciplinar, por tudo o exposto, não configura a prática do ilícito disciplinar».

Leave a Reply