Angel di María recordou origem (no Benfica) do seu habitual festejo de golo

Angel di María recordou episódio com a camisola do Benfica, no Estádio da Luz, que deu origem a um gesto que manteve depois no percurso como futebolista sempre que festeja um golo.

«Jorgelina [n.d.r. mulher de Di María] tinha dúvidas em vir viver comigo para Lisboa, mas acabou por decidir e viajou. Na primeira vez que esteve nas bancadas, ganhámos, marquei um golo e fui a correr para sector onde ela estava e desenhei um coração com as mãos. Ela fez esse esforço por mim. A partir daí, esse gesto foi como um amuleto e continuei a fazê-lo», revelou em entrevista ao jornal La Nacion.

Formado no Rosário Central, Di María, de 34 anos, que está entre os convocados da Argentina para o Campeonato do Mundo, jogou três épocas (2007-2010) pelo Benfica. Depois representou Real Madrid, Manchester United, Paris Saint-Germain e está atualmente a cumprir a primeira temporada na Juventus.

Leave a Reply