Benfica perde invencibilidade no Dragão Arena para o Campeonato Nacional

Benfica visitou o FC Porto no Dragão Arena para disputar o clássico da 8.ª jornada do Campeonato Nacional, na tarde deste sábado, 12 de novembro. Apesar da recuperação, as águias saíram derrotadas por 33-29.

Jogo importante nesta tarde, onde o Benfica poderia reforçar a liderança (à data partilhada com o Sporting) na tabela classificativa, frente a um rival direto. Com a cabeça no objetivo, Jonas Källman referiu, na antevisão ao duelo, que a “defesa” e os “guarda-redes” poderiam fazer a diferença no clássico. E fizeram…

jogo começou equilibrado em casa do dragão e teve igualdade no marcador nos primeiros cinco minutos, até o Benfica passar para a frente com dois golos de diferença (2-4). Um FC Porto rápido no contra-ataque recorreu às suas valias e empatou (4-4), colocando-se em vantagem nos instantes que se seguiram. 

Aos 12′, Demis Grigoras e Jonas Källman foram excluídos por dois minutos e o Benfica viu-se penalizado, a jogar com cinco jogadores de campo e sem guarda-redes. Aqui, os azuis e brancos aproveitaram a baliza desprotegida para dilatar o resultado (7-4). A recuperação encarnada não tardou e o encontro transformou-se num jogo de parada e resposta, com vários empates e diferença de um golo.

Um parcial de 3-0 colocou novamente o FC Porto na frente (16-13) e Chema Rodríguez viu-se obrigado a parar partida. As águias fizeram várias tentativas, mas viram em Nikola Mitrevski um muro onde todos os intentos esbarravam e ao intervalo perdiam por 19-14.

Andebol Benfica

Na segunda parte a toada manteve-se e a equipa da casa chegou aos sete golos de vantagem (22-15). O Benfica, que regressou mais ambicioso, tentava de tudo para inverter o rumo dos acontecimentos; o FC Porto fazia por dilatar. Típico de clássico, o jogo tornou-se físico, as emoções vieram à flor da pele e assistiu-se a muita disputa.

Nos últimos dez minutos, o marcador balançava entre os três e os quatro golos de diferença, podendo a vitória cair para qualquer um dos lados. Beneficiando das falhas que aqui o Benfica cometeu no remate, o FC Porto conseguiu manter-se na frente e o encontro terminou com um 33-29.

Este resultado deixa o Benfica empatado com o FC Porto na classificação, com 22 pontos.

Dia 18 de novembro, sexta-feira, às 21h00, os encarnados recebem o FC Gaia no Pavilhão n.º 2 da Luz, em jogo da 9.ª jornada do Campeonato Nacional.

Benfica-ADA Maia

DECLARAÇÕES

Chema Rodríguez (treinador do Benfica): “Foi um jogo duro. Começámos muito bem, nos últimos minutos da primeira parte jogámos bem e conseguimos recuperar no marcador. Na segunda parte tentámos recuperar a vantagem dos primeiros minutos, mas não conseguimos dar o passo final. Os jogadores trabalharam bem, tiveram atitude, só têm de ser mais constantes durante os 60 minutos.”

Andebol Benfica
FC Porto-Benfica
33-29
Dragão Arena
Formação inicial do Benfica
Sergey Hernández, Jonas Källman, Petar Djordjic, Ádám Juhász, Demis Grigoras, Ole Rahmel e Alexis Borges 
Suplentes
Gustavo Capdeville, Bélone Moreira, Paulo Moreno, Carlos Martins, Ander Izquierdo, Arnaud Bingo, Leandro Semedo, Luciano Silva e Vladimir Vranjes 
Formação inicial do FC Porto
 Nikola Mitrevski, Miguel Alves, Pedro Valdés, Jack Thurin, Rui Silva, Daymaro Salina e Fábio Magalhães
Suplentes
Sebastian Frandsen, André Sousa, Victor Iturriza, Jakob Mikkelsen, Pedro Cruz, Nikolaj Christensen, Leonel Fernandes, Diogo Branquinho e Ignacio Jimenez
Ao intervalo19-14
Marcadores do Benfica
Petar Djordjic (7), Alexis Borges (6), Bélone Moreira (5), Ole Rahmel (3), Ádám Juhász (2), Jonas Källman (2), Paulo Moreno (2), Arnaud Bingo (1) e Demis Grigoras (1) 

Leave a Reply