Benfica vence outra vez na Amoreira e segue de “bicicleta” para os oitavos da Taça de Portugal

O Benfica avança para os oitavos de final da Taça de Portugal com triunfo seguro, mas sem o brilho da goleada do fim de semana para a Liga sobre o mesmo Estoril (5-1). Desta vez, apenas um golo, mas bonito, de David Neres, chegou para garantir passo em frente na competição em que os encarnados apanharam o susto maior, quando tiveram de discutir com o Caldas, da Liga 3, nos pontapés da marca de grande penalidade, quem seguiria em prova.

Com um onze sem poupanças – a única alteração foi a escolha de David Neres para o lugar de Chiquinho –, a abordagem de Schmidt foi séria, mas também Nélson Veríssimo tentou assumir um papel relevante, mudando meia equipa e procurando ter mais posse de bola e pressionar mais as águias do que acontecera no domingo.

O Benfica, mesmo sem jogar muito bem, foi criando ocasiões, mas o intervalo chegou sem golos. A segunda parte acentuou a superioridade encarnada, sobretudo depois da expulsão de Francisco Geraldes, que travou Rafa quando o benfiquista ia isolado a caminho da baliza de Dani Figueiras.

Por falar em Dani Figueira… um soco mal dado na bola foi um verdadeiro soco na sua própria equipa, pois colocou a bola no jogador mais habilidoso do Benfica: David Neres, de primeira, de forma acrobática, atirou para a baliza deserta. O resto foi praticamente um passeio para os encarnados, que se limitaram a gerir a vantagem, não se livrando, no entanto, de um susto provocado por Gonçalo Esteves, jogador emprestado pelo Sporting. Mas nesse momento apareceu Vlachodimos, que fez partida muito descansada. 

E vão 24 jogos sem perder para o treinador alemão dos encarnados.

Leave a Reply