Basquetebol feminino a fazer história com novo triunfo e liderança no Grupo G da EuroCup

Fez-se história! A equipa feminina de basquetebol do Benfica enfrentou e venceu a formação do Basket Namur Capitale, por 63-51, em desafio da 2.ª jornada da EuroCup. Dois jogos, dois triunfos… liderança isolada no grupo G!

Em época de estreia absoluta do coletivo vermelho e branco nas competições europeias, dado o primeiro passo nesta caminhada em terras helvéticas com uma vitória por 65-67 na 1.ª jornada da EuroCup, seguiu-se novo momento emblemático…

Nesta noite de quinta-feira, 3 de novembro, o Pavilhão Fidelidade foi palco de um jogo memorávelo primeiro de sempre, em casa, da equipa feminina de basquetebol do Benfica nas provas europeias. E a formação comandada por Eugénio Rodrigues esteve à altura da exigência!

Benfica

Frente à formação belga do Basket Namur Capitale, considerada a equipa com mais argumentos no grupo G, entrada com tudo das águias em quadra, com Joana Soeiro, com um triplo, a abrir as hostilidades. O Benfica esteve na frente, até que aos 6-7, a formação orientada por José Araújo saltou para a dianteira. Determinadas em contrariar as encarnadas, após a derrota caseira perante o Diddeleng, do Luxemburgo, o jogo exterior fez a diferença e um 8-16 era sintomático. A fechar o 1.º quarto, e a sacudir a pressão, Marta Martins respondeu com um triplo e colocou o marcador em 11-18.

O início do 2.º quarto fica marcado pela boa entrada das águias, primeiro a reduzirem distâncias (14-18 e 18-20), depois a empatarem a contenda através de Raphaella Monteiro (20-20) e… finalmente, após muita luta e diversas alternâncias no marcador, a conseguirem concretizar a reviravolta e irem para o intervalo a vencer, por 33-32. Um ponto de diferença somente, isto após um parcial de 22-14, e tudo em aberto!

Benfica

Reatar e a toada manteve-se, mas com poucos pontos a serem marcados, com as duas equipas a acusarem um pouco a responsabilidade. As encarnadas, firmes, mais assertivas e a defenderem de forma mais agressiva, estiveram sempre na frente e fecharam o 3.º quarto com um 46-39.

Derradeiros dez minutos e muito Benfica em quadra, com as jogadoras determinadas em escreverem mais uma bonita página de história, perante um Pavilhão incansável no apoio. Incisivas e intensas, as águias dilataram a vantagem para 11 pontos (50-39)… do outro lado da barricada deixou-se tudo em campo, lutou-se muito, mas este Benfica sabe muito bem o que quer e como fazê-lo! Até ao final, controlo em qualidade e gestão inteligente.

Contas feitas, triunfo, por 63-51, o segundo em duas rondas disputadas, quatro pontos somados e a consequente liderança do grupo G da EuroCup.

Na próxima jornada, a 3.ª, o Benfica recebe, na Luz, a equipa luxemburguesa do Diddeleng, num jogo marcado para as 21h00 de dia 10 de novembro, quinta-feira. Antes, atenções centradas na Liga Betclic, com as águias a defrontarem, fora de portas, o Quinta dos Lombos, um desafio da 8.ª jornada da 1.ª fase, com a bola a ser lançada ao ar às 11h00 de domingo, 6 de novembro.

Benfica

DECLARAÇÕES

Eugénio Rodrigues (treinador do Benfica): “Foi um jogo muito complicado, frente a uma equipa muito experiente nas competições europeias, muito à frente no ranking europeu, muito física, e foi essa componente física que no início do jogo complicou um pouco as nossas opções, tirou-nos dos pontos onde queríamos estar e partiu-nos os ângulos de ataque. Foi complicado. A partir do momento em que conseguimos lidar melhor com essa agressividade, e nós próprios a sermos também mais agressivos na defesa, conseguimos equilibrar, fomos buscar o jogo mais uma vez, tal como o fizéramos na Suíça, e a partir daí foi ter sangue-frio e inteligência emocional de estar sempre com a cabeça fora da linha de água para conseguir lidar com os erros naturais de um jogo. No último quarto, a componente física decidiu mais uma vez! O sangue-frio vem das pernas e do oxigênio que ainda temos.”

Benfica
Benfica-Basket Namur Capitale
63-51
Pavilhão Fidelidade
Cinco inicial do Benfica
Joana Soeiro, Carolina Rodrigues, Raphaella Monteiro, Courtney Warley e Joana Alves
Suplentes
Katarina Trehub, Marta Martins, Diana Baptista, Catarina Barreiros, Carolina Cruz, Maria Cruz e Carolina Duarte 
Cinco inicial do Basket Namur Capitale
Aaliyah Wilson, Sarah Dossou, Abigail Asoro, Eva Rupnik e  Mikayla Vaughn
Suplentes
Sarah Matthys, Wivine Defosset, Emilie Saucin, Hildur Kjartansdottir e Marjorie Carpreaux
1.º quarto2.º quarto3.º quarto4.º quarto
11-1833-3246-3963-51
Pontuadoras do Benfica
Joana Soeiro (5), Carolina Rodrigues (11), Raphaella Monteiro (17), Courtney Warley (11) e Joana Alves (6), Katarina Trehub (5) e Marta Martins (8)

Leave a Reply