Site icon TerceiroAnel.blog

Filipa Patão quer Benfica de cabeça erguida a explorar pontos menos bons do Bayern Munique

Advertisements

De cabeça erguida, ciente das dificuldades e da responsabilidade, é assim que a equipa feminina de futebol do Benfica promete enfrentar o segundo encontro no grupo D da Liga dos Campeões, nesta quinta-feira, 27 de outubro, às 20h00, no Benfica Campus, frente ao Bayern Munique. A técnica Filipa Patão acredita que é possível travar as alemãs se as suas atletas forem “extremamente competentes” e não cometerem erros.

Isso mesmo destacou a treinadora do Benfica na conferência de Imprensa de antevisão do duelo com as germânicas. Filipa Patão entende que a derrota na estreia frente ao Barcelona (9-0) impõe igualmente a necessidade de a equipa “deixar uma imagem positiva” do que tem feito na prova e não só.

“As expectativas são sempre as de deixar uma imagem positiva daquilo que o Benfica tem feito na Liga dos Campeões, desde a última temporada, mas também na sua história na Liga BPI e nas restantes competições internas. Sabemos das dificuldades que vamos encontrar, como do compromisso e determinação que teremos de ter nestes momentos. Podemos prometer essa responsabilidade perante o momento. Temos de limpar a imagem que deixámos no jogo passado, assumir as responsabilidades pelo que aconteceu e, a partir daí, andar para a frente, fazendo o melhor possível. É para o que trabalhamos”, defendeu.

Olhar para o Bayern Munique, que na temporada passada empatou (0-0) no Benfica Campus, é vislumbrar qualidade, inúmeros pontos fortes, mas também outros que podem ser explorados enquanto fragilidades.

Todas as equipas têm pontos débeis, mas em termos de pontos fortes é muito daquilo que encontrámos no ano passado. Uma equipa com jogadoras individualmente muito evoluídas, com uma capacidade técnica capaz de resolver problemas em espaços curtos. É uma equipa que aproveita muito as dinâmicas de corredor lateral e os espaços entre linhas para tentar ferir o adversário. Em situações de cruzamento é muito forte, em zonas de ataque à área consegue colocar muitas jogadoras competentes na finalização. Como se balanceia muito, acaba por deixar muitos espaços nas costas para serem aproveitados em transição. Também deixam muito espaço entre linhas, esses são pontos que podemos explorar. São duas equipas muito boas, uma delas com um largo historial na Liga dos Campeões e outra equipa que dá os primeiros passos, mas demonstra ter jogadoras que nestes palcos podem fazer coisas surpreendentes e equilibrar com estes adversários“, asseverou.

“Podemos prometer responsabilidade perante o momento. Temos de limpar a imagem que deixámos no jogo passado, assumir as responsabilidades pelo que aconteceu e, a partir daí, andar para a frente, fazendo o melhor possível”

Filipa Patão

nem as baixas no setor defensivo, as quais “têm impacto”, retiram a ambição às Inspiradoras. “Têm sempre impacto, pela habituação de jogarem juntas. As jogadoras que entraram são muito jovens, casos da Daniela Silva e Carolina Correia, como a Valéria que tem atuado numa posição que não é a dela. Mexe sempre com a equipa, as emoções e controlo das emoções. Temos de encontrar soluções. No futebol tudo é possível, com trabalho, competência e com um grupo muito unido e forte, será possível. O Bayern está ao nosso alcance se formos extremamente competentes e não cometermos erros. Competência para tirar uma vitória, temos. As hipóteses partem muito daí, da forma como conseguiremos condicionar o Bayern”, anotou. 

Para trás fica o que se viu em Barcelona e constata-se o peso das diferenças existentes entre as melhores 16 equipas da Europa, onde o Benfica se encontra, e as melhores quatro.

Nenhuma equipa do Benfica pode sofrer um resultado como o de Barcelona [9-0], independentemente das diferenças que possam existir entre as equipas. Temos de assumir a nossa responsabilidade. Foi o jogo menos conseguido da nossa equipa nesta época, em que tudo nos correu mal e ao outro lado tudo correu bem. O Barcelona, na Liga dos Campeões, o último jogo que fez foi a final contra o Lyon. O Barcelona quis demonstrar para o que vinha, é uma equipa para lutar pela Liga dos Campeões e demonstrou que é uma das melhores equipas. Defrontámos a melhor equipa do mundo. Estamos entre as 16 melhores equipas, mas a diferença entre as 16 e as quatro melhores é muito grande. Tivemos um mau arranque, mas temos cinco jogos para mostrar o que valemos“, disse.

CAROLE COSTA PROMETE RESPOSTA “MUITO BOA”

Carole Costa tem a experiência de sete anos no futebol alemão e não tem dúvidas sobre as diferenças entre as duas realidades em confronto, as quais não impedem que o “grupo muito forte e unido” possa dar uma “resposta muito boa”.

As jogadoras estão um pouco tristes, não queríamos esta derrota [frente ao Barcelona], mas temos um grupo muito forte e unido, vamos dar uma resposta muito boa contra o Bayern. O futebol alemão joga-se mais rápido, o jogo é pensado mais depressa. Temos de decidir muito mais rápido do que em Portugal. É a principal diferença. Pode haver diferenças a nível físico, mas já conseguimos equilibrar. A nossa Liga também está a crescer. Temos de dar tempo ao tempo para chegar ao nível delas“, afirmou.

“O futebol alemão joga-se mais rápido, o jogo é pensado mais depressa. Temos de decidir muito mais rápido do que em Portugal. […] Queremos fazer um bom jogo como no ano passado”

Carole Costa

Mas as águias estão preparadas, garante a defesa-central internacional portuguesa. “Tanto na vitória como na derrota temos um dia para festejar ou fazer o nosso luto. Foi o que fizemos, analisámos o adversário, os erros individuais e coletivos que cometemos [no último jogo da Liga dos Campeões] e só pensamos em melhorar para o próximo jogo. O Bayern tem excelentes individualidades, mas queremos fazer um bom jogo como no ano passado. Deixo o apelo aos adeptos para que nos apoiem, vamos responder da melhor forma”, concluiu.

CONVOCADAS

Ana Vitória, Andreia Faria, Andreia Norton, Beatriz Nogueira, Carole Costa, Carolina Correia, Carolina Vilão, Catarina Amado, Cloé Lacasse, Christy Ucheibe, Daniela Areia Santos, Daniela Silva, Francisca Nazareth, Jéssica Silva, Katelin Talbert, Lúcia Alves, Lara Pintassilgo, Maria Negrão, Marta Cintra, Nycole Raysla, Pauleta, Rute Costa e Valéria Cantuário.

Exit mobile version