Site icon TerceiroAnel.blog

Futebol feminino prepara Champions frente a um crónico candidato ao título europeu

Advertisements

A equipa feminina de futebol do Benfica inicia o trajeto na fase de grupos da Liga dos Campeões frente ao Barcelona, nesta quarta-feira, 19 de outubro, às 20h00, na Catalunha.

Vice-campeã europeia, a turma blaugrana lidera o Campeonato do país vizinho e é um dos colossos do futebol europeu, mas o desempenho das campeãs nacionais continua imaculado na presente temporada com uma dezena de vitórias em igual número de jogos, o que permite elevar a confiança.

Ultrapassadas as duas rondas de acesso à fase de grupos da competição, o Benfica volta a marcar presença entre as 16 melhores equipas do Velho Continente e, apesar de atribuir favoritismo às catalãs, Filipa Patão agarra-se à alma e atitude das suas jogadoras para mostrar que as encarnadas evoluíram.

“É uma grande felicidade iniciar a fase de grupos da Liga dos Campeões. É um momento para o qual trabalhamos e vamos enfrentar um crónico candidato à vitória na Liga dos Campeões. O Barcelona estará na disputa de mais um título, mas também temos noção do nosso crescimento e do que podemos fazer, que é dificultar ao máximo a vida do Barcelona“, afirmou Filipa Patão, à BTV, na antevisão ao jogo.

Para a treinadora do Benfica, quanto mais contextos competitivos internacionais houver, “mais preparadas estarão as jogadoras para competir nestes momentos”.

“Nem que seja pelo grau de dificuldade que as equipas estrangeiras apresentam e velocidade de jogo. No ano passado foi novidade, mas neste ano já é uma certeza para elas. As jogadoras sabem como tirar o máximo partido de cada jogo e vai notar-se que no ano passado já estivemos na fase de grupos”, analisou Filipa Patão.

Antecipando uma partida “complicada”, a treinadora do Benfica considera que o Barcelona apresenta um estilo de futebol semelhante ao português, com “futebol rendilhado e menos objetivo no ataque à profundidade”. “O Barcelona vai criar-nos dificuldades pela sua circulação de bola e nós teremos menos posse de bola do que é habitual”, referiu.

No entanto, Filipa Patão garante que o Benfica tem a lição bem estudada. “Temos as nossas armas, seja em transição ou futebol apoiado. Sabemos onde ferir o Barcelona, mas também sabemos a forte capacidade que o Barcelona terá de nos ferir”, admitiu.

O exemplo dos dois jogos do Benfica com o Lyon na época passada, em que as encarnadas conseguiram ter mais posse de bola em casa, após “naturais” maiores receios em França, foi apontado por Filipa Patão como demonstrativo da capacidade para enfrentar adversários mais cotados.

Podem ‘tramar-nos’ em muita coisa, mas na atitude ninguém pode ‘tramar-nos’. O medo de perder nunca pode ser maior que a vontade de vencer, e assim é dado mote para elevar a probabilidade de trazer um bom resultado”, disse.

“O medo de perder nunca pode ser maior que a vontade de vencer, e assim é dado mote para elevar a probabilidade de trazer um bom resultado”

Filipa Patão

Para este desafio do grupo D, a treinadora coloca a pressão do lado do Barcelona. “É normal que todos apostem no Barcelona, mas temos assistido a surpresas no futebol masculino e a Taça de Portugal foi um exemplo. O futebol é imprevisível e pode ser ingrato, mas a beleza do jogo é essa. Há uma probabilidade menor de uma equipa vencer, mas vamos trabalhar para que essa probabilidade possa cair para o nosso lado“, apontou, acrescentado que as poucas sessões de trabalho entre o jogo com o Famalicão e o duelo na Catalunha não inviabilizarão que o Benfica se apresente num grande nível.

Em Barcelona, o Benfica não poderá contar com Sílvia RebeloAna SeiçaCatarina Amado e Lúcia Alves, expulsa com o Rangers, mas a ausência das quatro defesas não altera o estado de espírito.

“São elementos da linha defensiva, mas o azar de umas é a sorte de outras e é uma oportunidade para outras jogadoras. Com o plantel que temos, será dada uma boa resposta e vão mostrar que estão preparadas para mostrar serviço“, avaliou Filipa Patão.

Também Pauleta, média do Benfica, está entusiasmada com a estreia na fase de grupos.

“Todas queremos jogar este tipo de jogos e motivação não falta. Queremos que chegue a hora do jogo e estamos confiantes. Queremos fazer um bom jogo e mostrar o que é o Benfica“, comentou a jogadora.

E mesmo com algumas baixas, Pauleta não desarma para este embate com o Barcelona.

A equipa está preparada para dar o seu melhor e quem entrar fará um bom jogo, muito pelo espírito de equipa e de sacrifício. Queremos fazer uma boa Liga dos Campeões. Conseguido o apuramento, a equipa ganhou muita confiança e, seja qual for o resultado, manteremos o foco e seremos consistentes para realizar uma boa fase grupos”, vincou Pauleta.

A média do Benfica diz ser “especial” regressar a Espanha e é com “orgulho” que irá defrontar o Barcelona, com a missão de continuar na senda dos bons resultados. “Era muito importante começar bem a época e estamos num pico de forma bastante bom. A chave do grupo é a união“, realçou.

CONVOCADAS

Ana Vitória, Andreia Faria, Andreia Norton, Beatriz Nogueira, Carole Costa, Carolina Correia, Cloé Lacasse, Christy Ucheibe, Daniela Areia Santos, Daniela Silva, Francisca Nazareth, Jéssica Silva, Katelin Talbert, Lara Pintassilgo, Maria Negrão, Marta Cintra, Nycole Raysla, Pauleta, Rute Costa e Valéria Cantuário.

Exit mobile version