Arranque em falso do râguebi do Benfica com derrota frente ao Belenenses

A equipa de râguebi do Sport Lisboa e Benfica perdeu neste domingo, 9 de outubro, por 8-25 frente ao campeão nacional CF Belenenses, em jogo da 1.ª jornada do Campeonato Nacional da Divisão de Honra, no Estádio Universitário de Lisboa.

Perante uma das melhores formações nacionais, e sob o olhar do Presidente do Benfica, Rui Costa, e do vice-presidente Fernando Tavares, as águias pagaram o preço da sua juventude e, durante o encontro, nem sempre conseguiram apresentar-se nos desejados níveis de disciplina tática. A prova disso mesmo foi o facto de 18 pontos dos azuis terem surgido na marcação de penalidades.

Os 8-25 finais refletiram essa diferença, impedindo o triunfo da formação encarnada, que voltará a entrar em campo nesta competição a 23 de outubro, domingo, às 12h00, perante o GDS Cascais, em desafio da 2.ª jornada do Campeonato Nacional da Divisão de Honra.

Leonard Olivier

DECLARAÇÕES

Leonard Olivier (treinador/diretor do Benfica): “Afirmámos antes do início do Campeonato que era necessário disciplina e precisão para termos sucesso, em especial neste jogo contra uma equipa como o CF Belenenses, e foram exatamente nestas áreas que estivemos curtos. Não fomos suficientemente disciplinados, concedemos 18 pontos (dos 25 que eles marcaram) por penalidades. Eles marcaram um ensaio, nós marcamos outro ensaio, o jogo estava muito equilibrado, mas a falta de disciplina deitou tudo a perder. Não tivemos precisão nos alinhamentos, e isto, especialmente contra equipas de topo, paga-se muito caro. Existiram também duas ou três decisões criticas do árbitro, penso que não foram as melhores, que poderiam ter alterado o resultado. Mas, acima de tudo, demonstra que ainda temos muito trabalho pela frente. Nós somos uma equipa jovem, mas estamos no caminho certo. Jogámos contra uma equipa muito forte, que joga há muitos anos junta, os jogadores conhecem-se muito bem, têm o sistema de jogo bem definido e muita confiança, fruto das suas vitórias ao longo dos anos. Mas estou muito confiante na nossa progressão.”

Leave a Reply