Diego Simeone desdramatizou insatisfação de João Félix após a sua substituição

O argentino Diego Simeone, treinador do Atlético de Madrid, que na noite desta quarta-feira venceu o FC Porto por 2-1 na capital espanhola em jogo da 1.ª jornada do Grupo B da Champions, desdramatizou no final, em declarações aos jornalistas, qualquer insatisfação para com o avançado internacional português dos ‘colchoneros’ João Félix, que substituiu aos 70’ do jogo (rendido por Correa).

«[João Félix] está a trabalhar muito bem em busca do que ambiciona. Está mais maduro. Falta-lhe um golo, já lá vão alguns jogos sem ter essa alegria E às vezes isso reflete-se. Com mais tranquilidade, vai render ainda mais, como a equipa precisa», afirmou ‘El Cholo’ na conferência de imprensa realizada no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid, após o encontro e ter sido questionado sobre o coro de assobios da bancada e dos adeptos quando, ainda com 0-0 no marcador, substituiu João Félix.

«Não fizemos um bom jogo, nem criámos ocasiões de golo por aí e além para além de um remate de Koke, muito débil. Os nossos rivais foram melhores numa fase intermédia do encontro, não nos deixaram jogar o nosso futebol devido a tremenda intensidade, e raras vezes tivemos capacidade para superar o FC Porto», afirmou Simeone, na análise ao encontro que a sua equipa venceu com um golo aos 90+11’.

«Veio o golo de Mario [Hermoso 1-0], a vitória parecia bem encaminhada, mas não tivemos tranquilidade: cometemos um penálti, que o Oblak quase defendia [remate de Matheus Uribe, 1-1]. E acabamos com um golo numa bola parada [2-1, Griezmann, após um canto], o que já não conseguíamos de há muito, e nos deixa contentes. A vitória serve… mas o nosso jogo foi mau», concluiu.

Leave a Reply