Benfica elimina a Oliveirense e garante final da Elite Cup onde vão defrontar os dragões

Benfica bateu a Oliveirense por 6-4, na tarde deste sábado, 3 de setembro, no jogo das meias-finais da Elite Cup de hóquei em patins. As águias recuperaram, deram a volta ao marcador e asseguraram a final, onde no domingo (16h00) encontram o FC Porto no Pavilhão Municipal Cidade de Tomar.

Benfica e Oliveirense entrarem em pista para discutirem as meias-finais, após triunfos perante o Valongo e o OC Barcelos, respetivamente.

Num duelo que é já um clássico da modalidade, grande entrada dos encarnados, a colecionarem oportunidades e a chegarem primeiro ao golo. Aos 10′, Gonçalo Pinto colocou o Benfica em vantagem, mas, após vários protestos da equipa da Oliveirense, o golo esteve sob revisão de vídeo e foi anulado por falta de Diogo Rafael sobre Alexandre Marques no início da jogada.

Na conversão do livre direto consequente do cartão azul mostrado ao capitão da equipa do Benfica, Lucas Martinez fez o 0-1 (12′).

Os encarnados insistiam em chegar ao golo do empate e, aos 15′, viram Nil Roca atirar à barra. Porém, volvidos dois minutos (17′), Tomás Pereira assistiu Jorge Silva e este, à boca da baliza, apontou o 0-2.

Hóquei Benfica

Final: os bilhetes para o FC Porto-Benfica estão à venda no Pavilhão Municipal Cidade de Tomar

cinco minutos do intervalo o Benfica carregou no acelerador e marcou por quatro vezes! Aos 20′, Pablo Álvarez reduziu para 1-2, assistido por Roberto Di Benedetto. No mesmo minuto, uma falta sobre Carlos Nícolia resultou em livre direto. Na conversão o argentino executou com mestria, igualando a contenda a 2-2.

Assistido por Carlos Nicolía, Pablo Álvarez fez o 3-2 e, segundos depois, Roberto Di Benedetto assinou o 4-2, resultado do jogo à entrada do descanso.

reatar começou com um cartão azul mostrado a Lucas Ordoñez. Na conversão do livre direto, Lucas Martinez reduziu para 4-3 (27′). A margem era mínima e o resultado estava em aberto, mas havia ainda muito para se jogar.

A resposta não tardou e chegou um golaço! Numa jogada de contra-ataque, assistido por Diogo Rafael, Pol Manrubia atirou fora da área e fez o 5-3. Do lado da Oliveirense também houve reação e, aos 35′, Tomás Pereira aproximou novamente as contas (5-4).

último golo da partida foi marcado aos 36′ por Pablo Álvarez, autor de um hat-trick, que estabeleceu o resultado final em 6-4.

A final joga-se neste domingo, 4 de setembro, às 16h00, e coloca frente a frente Benfica e FC Porto na discussão pelo troféu.

Hóquei Benfica

DECLARAÇÕES

Nuno Resende (treinador do Benfica): “Houve dois ou três minutos em que entrámos em confusão. É importante sentarmo-nos e acreditarmos no processo. O que nos levou ao 4-2 foi o trabalho que estamos a fazer de acreditar nas coisas, independentemente do resultado. Trabalhar num cenário de adversidade de 0-2, num momento em que não merecíamos, e termos dado a volta foi justo. O primeiro objetivo era chegar à final. Amanhã [domingo] será mais um jogo de alto nível. Não entrámos muito bem com o Valongo e com a Oliveirese, mas conseguimos ser superiores, controlámos muito do jogo. Cometemos erros que não podemos cometer, agora é recuperar e escolher aqueles que amanhã [domingo] estarão melhores para o jogo.”

Hóquei Benfica
Benfica-Oliveirense
6-4
Pavilhão Municipal Cidade de Tomar
Cinco inicial do Benfica
Bernardo Mendes, Nil Roca, Pol Manrubia, Roberto Di Benedetto e Pablo Álvarez
Suplentes
Pedro Henriques, Diogo Rafael, Carlos Nicolía, Lucas Ordoñez e Gonçalo Pinto
Cinco inicial da Oliveirense
Diogo Fernandes, Jordi Adroher, Marc Sayo, Xavier Cardoso e Franco Platero
Suplentes
Diogo Alves, Tomás Pereira, Jorge Silva, Lucas Martinez e Alexandre Marques
Ao intervalo4-2
Golos
Benfica: Pablo Álvarez (20′, 22′ e 36′), Carlos Nicolía (20′), Roberto Di Benedetto (25′) e Pol Manrubia (32′); Oliveirense: Lucas Martinez (12′ e 28′), Jorge Silva (17′) e Tomás Pereira (35′)

Leave a Reply