Benfica foi a terceira equipa da Europa mais movimentada neste mercado de transferências

Encerrou na meia-noite passada o mercado nos principais campeonatos do futebol europeu e, feitas as contas, o Benfica foi um dos grandes protagonistas neste defeso no que toca a saídas.

As águias foram a terceira equipa da Europa a encaixarem mais dinheiro com a transferência de jogadores, apenas superadas por Ajax e Manchester City.

Os neerlandeses foram os ‘reis’ do mercado, encaixando 224 milhões de euros com as vendas de Lisandro Martínez e Antony (Man. United) e ainda Sébastien Haller (Borussia Dortmund). Já os ingleses receberam cerca de 165 milhões de euros, com o Arsenal ser o principal ‘acionista’ ao gastar €52M em Gabriel Jesus e €35M em Zinchenko. Destaque também para a venda de Raheem Sterling ao Chelsea, por €56,2M, numa contabilização onde entram os €8,5M investidos pelo Sporting na contratação definitiva de Pedro Porro.

Segue-se de seguida o Benfica (€127M)). Na Luz, o grande movimento de mercado deu pelo nome de Darwin Núñez, com o Liverpool a investir €75M (mais €25M possíveis em variáveis) no uruguaio; Roman Yaremchuk saiu para o Club Brugge por €16M, Everton para o Flamengo por €13,5M e o Celtic gastou €7,3M na contratação de Jota. Gedson Fernandes (€6M para o Besiktas), Carlos Vinícius (€5M por metade do passe para o Fulham) e Pedro Pereira (€2,5M para o Monza) também foram bons encaixes para a SAD encarnada.

Leave a Reply