John Brooks pode afinal ser a alternativa para o eixo defensivo das águias

John Brooks é o eleito do Benfica para reforçar o eixo defensivo, ganhando força em relação à alternativa Rúben Vezo.

As negociações evoluíram significativamente nas últimas horas, e tudo indica que o jogador de 29 anos assine nesta quinta-feira, último dia de mercado (embora até seja um jogador livre).

Brooks até estava prestes a assinar pelo Maiorca, conforme adiantado pela imprensa espanhola nos últimos dias, mas o aparecimento de uma oferta do Benfica veio mudar os planos.

O Benfica nem estava propriamente a planear a chegada de um defesa, mas as circunstâncias das últimas horas ditaram essa necessidade. Isto porque a saída de Jan Vertonghen para o Anderlecht já estava alinhavada, e a isto veio juntar-se a lesão de Morato, frente ao Paços de Ferreira.

O central brasileiro enfrenta uma paragem de oito semanas, pelo que falhará não só vários jogos da Liga, como também deve estar indisponível para toda (ou quase toda) a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Lucas Veríssimo ainda está a recuperar da lesão grave sofrida na época passada, e o reforço João Victor também está a tentar ultrapassar os problemas físicos com que chegou ao clube.

Foi neste contexto que surgiu John Brooks como potencial reforço do Benfica: um jogador experiente, esquerdino, e ainda por cima livre de contrato, depois de ter terminado a ligação ao Wolfsburgo.

Embora seja internacional pelos Estados Unidos, John Brooks nasceu na Alemanha, onde fez toda a carreira até aqui. Foi formado no Hertha de Berlim, mas desde 2017 que estava no Wolfsburgo, que investiu 20 milhões de euros, na altura a maior transferência de sempre por um jogador americano.

Brooks tem mais de 200 jogos na Bundesliga.

O último dia de mercado será agitado, na Luz, até porque ainda falta oficializar a contratação de Julian Draxler, que chegou a Lisboa nesta quarta-feira. O jogador já fez exames médicos e será oficializado nesta quinta-feira, por empréstimo do Paris Saint-Germain.

O compatriota Julian Weigl é que está de saída. O acordo ainda não está fechado, mas o mais provável é que o médio defensivo seja mesmo cedido a um emblema da Bundesliga, permitindo que o Benfica poupe no pagamento dos salários.

Leave a Reply