Roger Schmidt feliz pelo triunfo num jogo complicado ao nível da eficácia

O treinador do Benfica, Roger Schmidt, fez a análise à vitória por 3-2, diante do Paços de Ferreira, encontro em atraso da 3.ª jornada da Liga Bwin, que se realizou nesta terça-feira, no Estádio da Luz. O técnico catalogou o triunfo de justo e de “importante, num jogo muito difícil”.

Os encarnados podiam ter alcançado um resultado mais dilatado, mas as oportunidades criadas, desta feita, não tiveram o desfecho pretendido. Roger Schmidt elogiou a postura da equipa perante a adversidade e realçou a justiça do triunfo diante dos pacenses. O Benfica é agora líder da Liga Bwin, só com vitórias nos encontros realizados. “Temos de nos manter humildes e ir passo a passo em cada jogo“, é a receita de Roger Schmidt para os desafios vindouros, que passam pela receção ao Vizela já na próxima sexta-feira.

Benfica-P. Ferreira 

A RESPOSTA À FALTA DE EFICÁCIA É IR À LUTA

“Foi uma vitória importante, num jogo muito difícil. Criámos muitas oportunidades, mas não fomos muito eficientes e não conseguimos criar um resultado dilatado. O que aconteceu hoje pode sempre acontecer: eles fizeram três remates no jogo todo e nós perto de 30. Eles foram muito eficazes, nós não fomos. No fim de contas temos de o aceitar e ganhar um jogo difícil, foi o que fizemos. Antes do intervalo, quando sofremos o golo, a equipa mostrou uma grande reação. E depois, na segunda parte, jogámos muito bem, criámos muitas oportunidades e podíamos ter feito mais do que dois golos. No fim, eles marcaram num contra-ataque e tivemos de lutar. Merecemos ganhar, e um grande cumprimento para os jogadores, porque o jogo não foi fácil.”

Benfica-Paços Ferreira

“Os meus jogadores mostraram que conseguem reagir e usar os minutos para fazer a diferença”

Roger Schmidt

MANTER A HUMILDADE PERANTE A FELICIDADE DE ESTAR NA LIDERANÇA

“Foi um bom começo [pleno de vitórias no mês de agosto], mas foi apenas isso, temos de continuar assim. Na sexta-feira temos novo jogo e depois na terça-feira temos o começo da Liga dos Campeões, é um calendário duro e temos sempre de nos preparar da melhor forma. Temos de continuar a ganhar jogos. Estamos no início da temporada, e hoje tivemos uma amostra do difícil que é ganhar todos os jogos. Não é fácil. O adversário tinha alguns problemas com jogadores de fora, e mesmo assim colocaram uma boa equipa em campo. Temos de nos manter humildes, prepararmo-nos sempre da melhor maneira, ir passo a passo em cada jogo. Neste momento não é importante [a liderança], mas estamos felizes por estar na primeira posição. Na sexta-feira temos mais um jogo em casa e por isso temos de recuperar e estar novamente prontos.”

Benfica-Paços Ferreira

“Para controlar o jogo precisamos de ter tudo, e nós tentamos sempre melhorar”

RESPEITAR SEMPRE O ADVERSÁRIO

“Nunca somos surpreendidos pela qualidade do adversário. Analisamos sempre a equipa com quem jogamos. Já tenho uma boa impressão da qualidade das equipas nesta Liga. Todas as equipas que defrontámos têm qualidade. Hoje viram que eles foram capazes de nos criar dificuldades na defesa. Normalmente somos mais seguros, hoje tivemos alguns problemas. Não estivemos perfeitos na organização defensiva e eles aproveitaram isso. Temos sempre de respeitar o adversário, é o mais importante. Hoje foi um bom exemplo que também conseguimos ganhar um jogo difícil. Já tivemos alguns jogos difíceis onde estivemos muito bem, onde marcámos o primeiro golo, o segundo, o terceiro e defendemos muito bem, onde não demos hipóteses ao adversário de responder. Hoje foi um teste diferente, mas os meus jogadores também mostraram que conseguem reagir e usar os minutos para fazer a diferença.”

Benfica-Paços Ferreira

“Os jogadores dão o máximo para fazer felizes os adeptos e deixá-los orgulhosos”

A IDEIA DE JOGO E A CONSTANTE PROCURA DA EVOLUÇÃO

“Temos sempre muita posse de bola, somos bons a criar ritmo no jogo e a criar oportunidades. O adversário jogou compacto, mas mesmo assim conseguimos criar ocasiões onde tínhamos uma concentração de jogadores no centro do terreno, às vezes nos corredores. Conseguimos atacar a área adversária. Também temos sempre muitos jogadores dentro da área, perto do golo. É importante quando fazemos passes em profundidade ou quando fazemos cruzamentos. Posse de bola, organização defensiva, pressão sobre a bola, é tudo muito importante. Tivemos perto de 75 por cento de posse de bola, e é claro que temos de ter uma ideia clara de como queremos jogar quando não temos a bola. Gostamos de jogar em pressão alta e obrigar a lançamentos longos do adversário e depois recuperar a bola para começar outro ataque. Para controlar o jogo precisamos de ter tudo, e nós tentamos sempre melhorar.”

Benfica-Paços Ferreira

A FELICIDADE DOS ADEPTOS

“Jogar no nosso Estádio é sempre algo muito especial. Os adeptos apoiam-nos de uma maneira fantástica e os jogadores dão o máximo para os fazer felizes e deixá-los orgulhosos. Tivemos de lutar e os adeptos estiveram connosco. Jogar no nosso Estádio é sempre especial.”

Leave a Reply