Benfica displicente chega ainda assim à liderança isolada após vencer o Paços de Ferreira

O Benfica sofreu os primeiros golos na Liga e o Paços de Ferreira fez os primeiros na competição, mas as águias, a jogar em casa, fizeram mais, 3-2,  chegando ao primeiro lugar, com 12 pontos, mais dois do que o SC Braga.

O jogo em atraso da terceira jornada no Estádio da Luz não foi, no entanto, fácil para a equipa de Roger Schmidt, que tardou a impor o seu poder atacante e até viu o adversário marcar primeiro, por Koffi, que desviou com a cabeça disparo fortíssimo de Antunes aos 39 minutos.

Um piscar de olhos depois, minuto 42, reação dos encarnados, com David Neres a fugir pela direita e a empatar. Novo piscar de olhos e lance complexo na área do Paços: Bah a discutir bola nas alturas com José Oliveira e a ouvir o apito de Artur Soares Dias. Para o árbitro, o choque foi provocado pelo guardião, penálti. 2-1, conversão de João Mário.

Mais Benfica no segundo tempo, confirmado por golo de Gonçalo Ramos logo aos 56’. Desvio oportuno de cruzamento de qualidade de João Mário, o melhor homem em campo: marcou, assistiu e até acertou no poste.

Musa, que rendera Gonçalo, desperdiçava, aproveitava Koffi, que em nova tentativa reduziu a desvantagem. 2-3, a Luz tremia. O Paços de Ferreira aproximava-se da área, mas o Benfica também não parava de criar oportunidades e Henrique Araújo perdeu duas, das grandes.

O final do jogo não chegaria sem um susto para as águias, que viram Koffi cair no coração da área quando se fazia a uma bola perigosa, depois de um contacto com Grimaldo. Koffi foi assistido, Morato, que foi atingido pelo pacense na queda, também. Artur Soares Dias decidiu que haveria lugar a pontapé de baliza, o jogo terminou logo a seguir.

Leave a Reply