David Neres foi a figura do jogo com o Kiev mas houve outros destaques

Os apontamentos técnicos dão nas vistas, mas não são fogo de vista. O brasileiro recrutado ao Shakhtar mostra produção efetiva, e contribuiu com um golo e uma assistência para nova vitória sobre o Dínamo de Kiev. David Neres começou por servir Otamendi para tento inaugural, resultante de um pontapé de canto, e depois apontou o 3-0, serviço por Gonçalo Ramos. Ainda com nulo no marcador sacou um pontapé de bicicleta que Bushchan travou. David Neres foi, por tudo isto, a figura do jogo.

O momento: o golo de Otamendi

É verdade que o apuramento já vinha encaminhado da Polónia, mas foi o capitão a dar corpo ao volume ofensivo do Benfica na Luz. Otamendi já tinha ameaçado antes, mas ao minuto 27 marcou mesmo, de cabeça, na sequência de um pontapé de canto.

Outros destaques

Rafa

Ainda jogou uns minutos com a cabeça enrolada em adesivo, por causa de um choque aparatoso com Gonçalo Ramos, mas antes já tinha feito estragos na equipa do Dínamo. Aproveitou um brinde de Syrota para fazer o 2-0, e teve ainda um papel importante no terceiro golo, ao conduzir o contra-ataque que terminou com o golo de Neres. Mircea Lucescu comparou-o a Bernardo Silva e disse estranhar que Rafa continue na Luz, mas Roger Schmidt bem agradece a forma como o internacional português tem encaixado na sua identidade.

Enzo Fernández

Há muito que o Benfica desesperava um médio assim. É preciso ter em conta que o argentino vem de calendário competitivo diferente, e pode pagar fatura lá mais para a frente (depende também de uma eventual presença no Mundial ou não), mas para já tem mostrado capacidade para ser o epicentro do futebol do Benfica. Mostra-se essencial na forma como recua no terreno para pegar no jogo, “salta” depois para posições mais adiantadas, já dentro do bloco defensivo contrário, e aparece depois em situações de finalização, sem esquecer o fulgor que incute à pressão alta que Schmidt pede.

Leave a Reply