Roger Schmidt feliz e aliviado com a passagem do Benfica à fase de grupos da Liga dos Campeões

Roger Schmidt, treinador do Benfica, faz a análise ao encontro das águias frente ao Dínamo Kiev da 2.ª mão do play-off da Liga dos Campeões.

Terminado o jogo com o Dínamo Kiev, que o Benfica venceu por 3-0, confirmando a passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões, Roger Schmidt era um homem feliz.

«Dormi bem, o jogo não me tirou o sono, mas, naturalmente, estou aliviado e feliz, porque é importante jogar esta qualificação e garantir o apuramento. Todos esperam que o Benfica se apure, mas nunca é fácil. Estou feliz porque merecemos esta passagem, jogámos os quatro jogos da qualificação, ganhámos e estamos satisfeitos», declarou o timoneiro encarnado, acrescentando: «Não estou contente só por o termos conseguido, mas pela forma como o fizemos, contra um bom adversário e mostrámos ser uma equipa que merece estar na Champions. Os jogadores mostraram-no em campo e, por isso, estamos muito felizes pela exibição e por estarmos na Champions League.»

O alemão deixou também uma palavra especial para o presidente, Rui Costa: «Estou muito contente por termos chegado à Liga dos Campeões e estou, também, feliz pelo presidente, que é uma pessoa extraordinária, com uma grande responsabilidade e que está a trabalhar arduamente para alcançarmos os objetivos.»

Roger Schmidt admitiu ainda ter «ficado surpreendido com o nível a que se trabalha no Benfica», confessando ter chegado a Lisboa sem quaisquer expectativas pré-definidas: «Não tinha expectativas. Começámos a trabalhar e desde o início vi que havia muita motivação, atitude e profissionalismo. Queremos ficar com uma ideia clara de como queremos trabalhar e depois vamos passo a passo. Tentamos jogar um futebol técnico, temos qualidade individual e estes fatores ajudam-nos a ganhar. Estes resultados são uma consequência da forma como os jogadores trabalham. Estamos a jogar futebol de ataque, conseguimos também defender bem. Fizemos boa pressão ao perder a bola. Mas estamos ainda no início e temos de continuar a trabalhar, temos de ter um bom desempenho já no sábado, na Liga.»

Quanto ao facto de estar de volta à fase de grupos da Champions League cinco anos depois, o treinador alemão declarou: «Estou muito aliviado. Tenho muita confiança nos jogadores e na equipa, mas no futebol tudo é possível. Estou muito satisfeito e ficámos com muito boa energia para as próximas semanas. Isto são como finais, mas no início. Ganhar estes jogos é muito bom e estou muito contente.»

Questionado sobre a exibição do reforço argentino Enzo Fernández, o treinador alemão das águias, Roger Schmidt, mostrou-se muito elogioso. «O Enzo é um jogador-chave, ainda é muito jovem, mas é intuitivo, toma boas decisões no terreno e é um jogador muito importante para nós», salientou.

Relativamente à continuidade de Gonçalo Ramos e se o encaixe financeiro derivado da qualificação para a fase de grupos pode revelar-se importante em manter o jovem goleador, Roger Schmidt respondeu: «Isto não tem só a ver só com dinheiro. As questões económicas são muito importantes, a verba que temos agora é muito importante e dá outra estabilidade. Temos mais duas semanas antes de entrar na competição e vamos ver o que acontece até ao final da janela de transferências.»

Roger Schmidt deixou também uma palavra de apreço ao público encarnado: «Os nossos jogadores estão ligados, há um espírito de grupo muito forte e positivo. Os jogadores que começaram hoje deram uma resposta positiva, bem com os que entraram e é isso que queremos sempre. O ambiente no estádio, esta noite, foi espetacular, os adeptos deram-nos um grande apoio e vejo uma grande ligação entre todos nós. Os adeptos merecem ver jogos de Liga dos Campeões e estou muito contente por eles».

Quanto ao sorteio, o alemão mostrou-se reservado: «Para já, alcançámos a Liga dos Campeões e depois vamos ver o que sorteio vai ditar.»

(Em actualização)

Leave a Reply