Agora é o Málaga quem ameaça o Braga com ação na FIFA caso acordo não for cumprido

Continua tensa a relação entre o SC Braga e o Málaga devido à possível mudança de Ricardo Horta para o Benfica. O clube andaluz reclama 67 por cento do valor acordado com as águias, números que os bracarenses contestam.

Na quarta-feira, o AS deu conta que José María Muñoz, administrador judicial do Málaga, esteve reunido com Carlos Gonçalves, responsável por gerir a carreira de Ricardo Horta, para perceber o estado das negociações e deixar bem clara a posição do clube: Se a transferência não se realizar até dia 31 de agosto (data do fecho do mercado), os espanhóis vão dar entrada uma ação na FIFA contra o SC Braga no dia 1 de setembro.

Isto porque, o Málaga reconhece que a decisão de vender (ou não) o jogador está inteiramente do lado dos bracarenses, mas está contratualizado que se o clube português não aceitar uma proposta acima dos €5 milhões, os andaluzes têm de ser ressarcidos em 67 por cento do valor recusado. Perante isto, o emblema do segundo escalão de Espanhol argumenta que o Benfica colocou em cima da mesa €17,5 milhões e que, como tal, tem direito a €11,7 milhões.

Leave a Reply