Triunfo do Benfica sobre o Dínamo Kiev teve cinco jogadores como principais figuras

As principais figuras da vitória do Benfica por 0-2 frente ao Dinamo Kiev, em jogo a contar para a 1ª mão do play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.

João Mário:

O internacional português surgiu mais vezes colado à ala esquerda e a equipa ganhou com a sua capacidade de passe. Foi omnipresente ao longo da 1ª parte no ataque e foi ligando com clarividência os setores. Acaba por assistir Gilberto numa boa jogada coletiva e parecia impossível perder a bola.

Gilberto:

Numa altura em que se continua a falar da concorrência pela posição de lateral direito, e depois de uma exibição menos conseguida com o Casa Pia, o lateral brasileiro respondeu da melhor forma. Inaugurou o marcador, esteve ativo no ataque – embora nem sempre decidindo bem – e esteve praticamente intransponível na defesa até à sua saída.

David Neres:

Depois de falhar os últimos dois jogos por lesão, o extremo brasileiro voltou à titularidade e a diferença, comparativamente a Chiquinho e Diogo Gonçalves, os seus substitutos, foi notória. David Neres traz vida à ala direita encarnada e aquele perfume que agrada a adeptos. Recupera a bola e faz a assistência para o golo de Gonçalo Ramos.

Gonçalo Ramos:

Não teve propriamente um jogo para se mostrar a grande nível e até perdeu uma boa oportunidade de golo, mas um matador também se faz assim: mesmo nos jogos menos conseguidos, pica o ponto. E foi isso que Gonçalo Ramos fez. Leva cinco golos e duas assistências em cinco jogos nesta temporada.

Grimaldo:

O ala esquerdo acrescentou, como é habitual, muito no ataque e esteve diretamente envolvido na boa jogada do 0-1, além de ter criado perigo num par de outras ocasiões. Contudo, foi na defesa que se destacou, especialmente na 2ª parte, não dando hipóteses aos alas ucranianos.

Leave a Reply