Ricardo dos Santos volta a acusar a polícia londrina de racismo

Ricardo dos Santos utilizou as redes sociais para voltar a acusar a Polícia Metropolitana de Londres de racismo. O velocista português do Benfica, recorde-se, já tinha denunciado uma situação semelhante em 2020 que motivou um inquérito e um pedido de desculpas à namorada.

Desta feita, o atleta de 27 anos partilhou nas redes sociais um conjunto de três vídeos, gravados pelo carro, onde demonstra a operação polícia de que foi alvo em Londres, por aquilo que considera ser comportamento discriminatório por parte das autoridades.

«Não me surpreende passar por isto outra vez. Na noite passada, ao conduzir para casa, sete polícias armados da Polícia Metropolitana de Londres pararam-me porque pensavam que eu estava ao telefone enquanto conduzia. Conforme o pedido, parei quando me foi possível fazê-lo em segurança. Depois de parar, dois polícias correram para os dois lados do carro. Um bateu no vidro e tentou abrir a porta de carro. Desconhecendo como usar um Tesla, tirou o cassetete e preparava-se, por frustração, para partir o vidro. Deixa-me chateado que dois anos depois nada tenha mudado. Porque foram precisos sete polícias quando eu estava sozinho? Dois ou três seriam suficientes», pode ler-se.

Mais tarde também a polícia emitiu um comunicado:

Leave a Reply