Escola de Triatlo do Benfica sagrou-se Vice-Campeão Nacional de Clubes

A Escola de Triatlo SL Benfica fechou a época no último sábado, 30 de julho, em mais uma edição do triatlo da Amora. Ao nível coletivo, as águias sagraram-se Vice-Campeãs Nacionais de Clubes, e há vários destaques individuais…

Referência principal para o coletivo, numa segunda posição muito honrosa, após uma época sem piscina e em que mais uma vez a equipa encarnada só foi superada pela numerosa formação do Pedrógão Triatlo.

O Sport Lisboa e Benfica alcançou o 2.º lugar em todas as cinco etapas do Campeonato Nacional, tendo conquistado o título regional de clubes, feito de bastante orgulho dada a juventude dos atletas e os constrangimentos da época.

Objetivos, pois, completamente cumpridos numa época de transição, e com os atletas mais jovens a darem ótima nota da sua evolução conjunta, mantendo a equipa nos primeiros lugares desde a sua formação em 2015.

Benfica

Em termos individuais, Catarina Santos juntou o título nacional de triatlo ao de aquatlo, vencendo o SL Benfica os três títulos femininos, pois Letícia Magalhães havia também ganho o Campeonato Nacional de duatlo logo no início da época. Em Amora, as duas atletas isolaram-se durante toda a prova, tendo depois Catarina Santos conseguido vantagem no segmento de atletismo, e Letícia Magalhães alcançou a 4.ª posição.

Quanto aos mais jovens, Bernardo Miranda e Sofia Margarido venceram o escalão de Infantis em ambos os géneros, tendo Lara Santos sido 3.ª classificada em Iniciados.

Em Benjamins, Rita Pires, iniciante em todas as modalidades, alcançou a 5.ª posição, com Yara Neves a realizar mais uma boa prova e a ser 10.ª classificada, enquanto Pedro Costa fez a sua estreia em provas individuais.

Nos Infantis, e para além da vitória de Bernardo Miranda e Sofia Margarido, Santiago Santos foi 6.º e Vânia Crispim 4.ª.

Benfica

No escalão de Iniciados, sempre dos mais numerosos em competição, as jovens Sofia Pires (6.ª), Maria Inês Nogueira (9.ª) e Gabriela Santos (10.ª) entraram todas no top 10, com Soraia Lobato (26.ª) e Camila Franco (28.ª) a darem também boa nota de si. No sector masculino, Francisco Gomes (9.º) entrou pela primeira vez no top 10 de uma prova nacional, degrau que Hernâni Maurício (12.º) e Manuel Gomes (16.º) também ameaçaram. Tiago Ferreira foi 35.º neste escalão.

Nos Juvenis masculinos, Tomé Tomé, muito bem colocado à saída da natação, viria a cair no segmento de ciclismo e a fraturar um braço, não deixando, porém, de terminar a prova, em clara demonstração de espírito de equipa e sacrifício. Miguel Ferreira alcançou também o primeiro top 10 da sua carreira neste escalão, com uma excelente prestação, registando-se ainda as participações de Duarte Margarido (27.º), Henrique Silva (29.º) e Miguel Miranda (39.º).

Os atletas seguem agora para um período de férias, reiniciando em setembro as atividades da Escola de Triatlo.

Leave a Reply