Roger Schmidt: “Quando jogamos em casa temos de tirar o melhor partido dessa vantagem”

Roger Schmidt, treinador do Benfica, anteviu a partida das águias frente ao Midtjylland, referente à 1.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Num Estádio da Luz que se deseja cheio, aponta-se a uma equipa ambiciosa e que sabe da responsabilidade deste encontro… “Estamos prontos”, frisou o técnico!

Perante os jornalistas presentes no Benfica Campus, em conferência de Imprensa, Roger Schmidt referiu que o intenso trabalho realizado até então e a forma como o coletivo tem reagido e crescido fornecem boas indicações.

Nesta terça-feira, às 20h00, na Catedral, é dado o primeiro passo oficial em 2022/23, a pressão é normal e até desejável, isto porque a meta está há muito vincada… É passo a passo, jogo a jogo, mas este Benfica quer muito estar na fase de grupos da Liga dos Campeões e está pronto para lutar por isso!

Roger Schmidt

O que pensa desta equipa do Midtjylland? Seria bom conseguir um bom resultado na 1.ª mão, na Luz, perante os adeptos benfiquistas…

Quando jogamos o primeiro jogo em casa, temos de tirar o maior partido dessa vantagem, porque depois o jogo decisivo será fora e essa será uma ligeira vantagem para o adversário. Eles mudaram de treinador na semana passada, por isso devem ter uma abordagem algo diferente da de antes. Jogaram já um jogo com o novo treinador, que trouxe uma nova energia ao grupo. Ganharam um jogo, estão confiantes de novo. Respeitamos muito esta equipa, é uma excelente equipa. Estamos prontos para lutar nestes dois jogos com o Midtjylland para passar à fase seguinte. Sentimos a confiança da pré-época, mas amanhã [terça-feira] temos de mostrar a mesma coragem, a mesma atitude e energia que mostrámos nos jogos amigáveis. Em última instância, estamos prontos, e com a ajuda dos adeptos no Estádio esperamos ter um excelente primeiro jogo. No jogo com o Newcastle [na Eusébio Cup] já tivemos a sensação do que é jogar em casa. Espero um Estádio cheio e iremos fazer o melhor para dar aos adeptos um primeiro bom jogo.

Roger Schmidt

“Espero um Estádio cheio e iremos fazer o melhor para dar aos adeptos um primeiro bom jogo”

Roger Schmidt

É o seu primeiro jogo oficial no comando da equipa do Benfica. Como se sente?

Estou feliz por começarmos agora os jogos oficiais. A pré-época também é importante para nós, pois para as equipas que disputam jogos internacionais é a única altura em que podemos treinar com os jogadores. Quando começarmos, serão jogos praticamente de dois em dois dias e não haverá muitas oportunidades para treinos. Iremos tirar partido do tempo o melhor possível, agora temos de avançar, de seguir em frente, temos estado a jogar bem, mas não somos perfeitos, e para melhorarmos precisamos de jogos como este. É um prazer jogar estes desafios! Sabemos também que quando há rondas de qualificação há sempre pressão, porque obviamente queremos jogar a fase de grupos da Champions, é normal. Estou bastante entusiasmado e desejoso de ver os jogadores em campo.

Preocupa-o a possibilidade da venda de jogadores que tem usado como titulares nos jogos?

Estas coisas são sempre assim todas as épocas, no verão. A experiência que tenho como treinador é estar focado no momento e preparar a equipa com os jogadores que temos. Este é um jogo importante. Queremos dar o primeiro passo com o Midtjylland, nesta eliminatória a duas mãos. Portanto, não estou preocupado com outras coisas que não tenham a ver com o jogo em concreto. Sei que o mercado de transferências ainda está em aberto, há sempre conversas, movimentações, em todos os clubes, não é só no Benfica. Mas como treinador tenho de preocupar-me com o jogo, é isso que vou fazer.

Roger Schmidt

“O mais importante é preocuparmo-nos connosco. Temos uma ideia clara de como queremos jogar”

Escolheu praticamente sempre o mesmo onze inicial nos jogos particulares de pré-época. Vai surpreender neste desafio?

Vamos ver, mas não tem havido muitas mudanças. Praticamente todos os jogadores têm mostrado que estão em boas condições físicas e também técnicas. Os jogadores criaram um excelente espírito de equipa e têm mostrado que estão preparados e que estão lá quando precisamos deles. Como treinador, tenho de tomar decisões, e sinto que precisamos de todos, especialmente quando há tantos jogos em agenda. É assim quando se está num clube como o Benfica. Temos de ter um plantel muito sólido e não apenas onze jogadores.

Já falou da mudança do treinador do Midtjylland. Foi uma troca de última hora. Isso alterou de alguma forma a sua abordagem ao jogo?

Para ser franco, o mais importante é preocuparmo-nos connosco. Temos uma ideia clara de como queremos jogar. Claro que haverá sempre detalhes que dependem do comportamento técnico do adversário, das suas forças e das suas qualidades individuais, mas 80 a 90 por cento do plano é como nós queremos jogar à bola. Claro que temos de pensar em alguns ajustes. Vimos a equipa a jogar na sexta-feira à tarde, percebemos que tem uma nova energia, mas também há muita coisa que se mantém. Não é uma equipa totalmente nova. Em termos táticos também devem manter-se. Espero uma equipa motivada, sabemos com o que contar da parte do Midtjylland.

Roger Schmidt

“Percebemos que eles têm uma nova energia na equipa, mas também há muita coisa que se mantém”

Na posição de defesa-direito, Bah marcou dois golos, fez duas assistências, mas Gilberto tem sido a sua escolha. O que é que Gilberto pode dar à equipa que Bah ainda não dá?

Para todas as posições temos boas opções. O Alex [Bah] é novo, está muito bem na equipa e integrou-se muito bem, até em situações de ataque. Na minha opinião o Gilberto fez uma excelente pré-época, e o Grimaldo do outro lado também. Tenho boas alternativas para estes lugares, tal como para outros setores… Jogadores como o Alex [Bah] terão as suas oportunidades, são importantes, e estamos muito felizes por estarem connosco. Vamos ver quais serão as escolhas para os jogos seguintes.

(Actualizado)

Leave a Reply