Darwin Núñez e entrou a tempo de dar o primeiro troféu da época ao Liverpool

No primeiro grande jogo oficial da temporada, o Liverpool levou a melhor sobre o Manchester City na Supertaça inglesa, partida em que a equipa de Jurgen Klopp esteve quase sempre por cima do adversário, mormente no plano táctico, com Thiago Alcântara, Henderson e Fabinho a formarem um autêntico muro no meio-campo, impedindo os citizens de circularem bola como tanto apreciam.

Os ‘reds’ colocaram-se na frente do marcador através de um golo de Alexander-Arnold, que contou ainda com um desvio de um opositor. O Manchester City empatou contra a corrente do jogo, num lance que teve de ser revisto pelo VAR, mas a igualdade durou pouco, uma vez que pouco depois Darwin cabeceou para a baliza de Ederson e a bola sofreu um desvio no braço de Rúben Dias, facto que mereceu a atenção do VAR e a respectiva marcação do penálti que Salah, com frieza, não falhou. E seria Darwin a matar por completo as aspirações do Manchester City, num desvio de cabeça para o 3-1.

A festa foi do Liverpool e de Jurgen Klopp, que conseguiu pela primeira vez vencer o troféu, o último que lhe faltava conquistar desde que orienta os ‘reds’ em Inglaterra. Uma boa forma de iniciar a época frente a um dos grandes rivais na luta pelo título de campeão na Premier League.

Leave a Reply