Pizzi vai sair em definitivo para o Al Wahda de Carlos Carvalhal

O técnico português conta com o médio no Al Wahda e o acordo entre o clube e o jogador está iminente. Ao que foi possível apurar, o jogador, que está em Portugal para dar apoio aos pais, atropelados esta semana, terá um contratado válido para duas épocas e um salário de dois milhões de euros líquidos.

Está perto de ser selada a saída de Pizzi do Benfica e em definitivo: o Al Wahda, equipa agora treinada pelo português Carlos Carvalhal, está muito perto de fechar acordo com o internacional português dos encarnados.

Nas últimas horas as conversações ficaram muito adiantadas, ao ponto de ser expectável que tudo possa ficar definitivamente fechado entre as partes no início da próxima semana. A ideia é que, logo que tudo esteja devidamente acertado, com todos os detalhes contratuais limados e exames médicos feitos, Pizzi siga viagem para a Áustria, onde o Al Wahda se encontra a estagiar.

Sem espaço no Benfica de Roger Schmdidt e após uma meia temporada onde já esteve cedido ao Basaksehir da Turquia, Pizzi pode ter aqui uma nova vida. Pretendido por emblemas do Catar, Dubai e Arábia Saudita, foi o Al Wahda o clube que se mostrou mais célere em ir ao encontro das pretensões do médio de 32 anos: um dos aspetos que o internacional português queria salvaguardar era um contrato de duas épocas e não apenas de uma, algo que deverá ter da parte do clube conduzido por Carvalhal. Em termos salariais, também deve assegurar dois milhões de euros líquidos por ano.

À sua espera no Al Wahda, caso tudo seja fechado como se perspetiva, Pizzi será treinador por Carlos Carvalhal, técnico que o conhece sobejamente pelos anos passados no futebol português e que exigiu a contratação do jogador que, recorde-se, não viajou com a equipa do Benfica para a Suíça para dar apoio aos pais, vítimas de atropelamento esta semana.

Leave a Reply