Site icon TerceiroAnel.blog

Pedro Pablo Pichardo conquistou o título de Campeão do Mundo do triplo salto

Advertisements

Pedro Pablo Pichardo conquistou, nesta madrugada, o título de Campeão do Mundo do triplo salto, em Eugene, nos Estados Unidos, ao “voar” 17,95 metros na sua primeira tentativa.

O triplosaltista do Sport Lisboa e Benfica juntou o título de Campeão do Mundo à medalha de ouro conquistada nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a 5 de agosto de 2021, com 17,95 metros alcançados no primeiro salto, naquela que foi a melhor marca mundial do ano. Seguiram-se 17,92 e 17,57 metros, num concurso em que abdicou da quarta tentativa e terminou com 17,51, depois de um nulo.

O português, de 29 anos, impôs-se a Hugues Fabrice Zango, do Burkina Faso, e ao chinês Yaming Zhu, que, com 17,55 e 17,31, respetivamente, terminaram na segunda e terceira posições.

Pichardo tornou-se no sétimo português a conquistar um título mundial no atletismo, conquistando a primeira medalha para Portugal em Eugene 2022.

“Eu sou muito ambicioso, estou feliz, era um título que estava em dívida, mas não vou esconder que queria saltar 18 metros. A época ainda não acabou e vou continuar a tentar”

Pichardo

“Esta medalha é de Portugal”, vincou o agora Campeão do Mundo, depois de dominar o concurso do triplo salto, admitindo ainda sentir “uma emoção muito grande” por ter conseguido “um título que estava em dívida”, dedicando o triunfo à família e também ao país que o acolheu e o naturalizou, em 13 de novembro de 2017.

Dedico a vitória ao meu pai [e treinador, Jorge Pichardo], à família, ao clube e ao país, Portugal, que [meu] deu oportunidade para seguir a carreira ao mais alto nível, mas também às Câmaras de Setúbal e de Palmela e ao Pinhal Novo. A toda a minha equipa, à seleção e a Portugal inteiro, agradeço-lhes muito”, afirmou Pichardo, na zona mista do estádio Hayward Field.

“Eu sou muito ambicioso, estou feliz, era um título que estava em dívida, mas não vou esconder que queria saltar 18 metros. A época ainda não acabou e vou continuar a tentar”, prometeu.

Pedro Pablo Pichardo juntou ao título olímpico conquistado no ano passado o título mundial. A ambição do atleta nascido em Cuba mas naturalizado português não tem limites.

«Ainda falta ser o primeiro português a ultrapassar a barreira dos 18 metros, ainda falta bater o recorde do mundo, falta ser campeão da Europa, falta muita coisa, muita coisa, porque há sempre alguma coisa para conquistar», disse.

Pichardo venceu a prova do triplo salto inserida nos Mundiais de Eugene, nos Estados Unidos, com 17,95 metros, melhor marca mundial do ano, logo na primeira tentativa. «Queria ultrapassar a barreira dos 18 metros e comecei a tentar, fiquei a poucos centímetros. Voltei a tentar no segundo, também não saiu, e foi assim até ao final. O mais importante foi a medalha de ouro! E estou feliz!», destacou.

O presidente do Benfica enviou mensagem de felicitação a Pedro Pablo Pichardo pela conquista do título mundial de tripo salto.

Eis a mensagem na íntegra:

«É com particular emoção que celebro contigo este título mundial. Parabéns, Pedro Pablo Pichardo. Estamos orgulhosos de mais este grande feito, menos de um ano após o ouro olímpico conquistado em Tóquio, igualmente com irrepreensível mérito e talento.

Mais um momento marcante no atletismo mundial por parte de um atleta que reencontrou em Portugal e no Sport Lisboa e Benfica a estabilidade e as condições ideais para elevar o seu notável potencial.

E orgulhosos seguimos, porque o querer, a ambição, a visão e os meios do Benfica Olímpico em conjunto com a tua enorme dedicação e valor têm, desde abril de 2017, elevado o nome de Portugal com títulos e medalhas. E assim queremos continuar.

Exit mobile version