Site icon TerceiroAnel.blog

(Im)pressionante Benfica despacha o Nice por 3-0 no arranque do Troféu do Algarve 2022

Advertisements

Um Benfica intenso, pressionante e sempre na procura de conquistar e ter a bola na sua posse venceu (3-0) o primeiro jogo particular de pré-temporada frente aos franceses do Nice nesta sexta-feira, 15 de julho, em duelo referente ao Troféu do Algarve 2022.

Roger Schmidt apresentou a sua matriz (4x2x3x1), e as ideias do que o treinador pretende para o futebol encarnado vieram ao de cima assim que o árbitro Hélder Malheiro deu início ao encontro. De fora deste teste no Estádio Algarve, por motivos físicos, ficaram João Victor, Ristic e Weigl.

Com a linha de quatro defesas liderada por Otamendi, com Morato a seu lado, além dos laterais Gilberto e Grimaldo, a controlar a profundidade, e um meio-campo em que Enzo foi a novidade, com Florentino e João Mário, o Benfica empurrou os franceses para o último reduto. As ações de pressão de Neres, Rafa e Gonçalo Ramos na dianteira, sobre os defesas contrários, foram decisivas para que o Benfica conquistasse rapidamente a posse de bola.

Enzo estreou-se com a camisola do Benfica. De fora deste teste no Estádio Algarve, por motivos físicos, ficaram João Victor, Ristic e Weigl

Ainda assim, o primeiro lance perigoso surgiu do lado francês. Delort, qual atirador furtivo, com um remate de longe, levou Helton a excelente intervenção, desviando a bola ligeiramente para o poste direito da sua baliza, isto aos 6′.

resposta do Benfica foi imediata, com a velocidade de ponta do lado esquerdo a funcionar na perfeição aos 7′. Toque de calcanhar de João Mário a lançar Grimaldo, este, nas imediações da área, cruzou rasteiro e atrasado para Rafa, que, em posição frontal, recebeu, atirou de pé direito e bateu Bulka (1-0).

Sempre a pressionar, o Benfica aumentou a vantagem com dois lances de laboratório. Primeiro, aos 20′, através de um canto curto da direita do ataque encarnado. Neres combinou com João Mário e sacou um cruzamento puxado para o segundo poste, onde Otamendi, sem marcação, encostou de cabeça perante o impotente guardião do conjunto francês (2-0).

Aos 36′, novo canto na direita do ataque com Neres a bater forte para o primeiro poste, Otamendi desviou a bola para o segundo e Gilberto só teve de emendar com sucesso (3-0). Até ao final da primeira parte, Delort ainda tentou de forma acrobática, aos 41′, alvejar a baliza de Helton, sem sucesso.

Na segunda parte, Roger Schmidt trocou dez jogadores. Manteve Helton na baliza, apresentando uma linha defensiva com Bah, António Silva, Vertonghen e Gil Dias; Meïte, Paulo Bernardo e Pizzi no meio-campo; Chiquinho sobre a direita, Moreira Jr. na esquerda e Yaremchuk na frente de ataque.

Foi precisamente o internacional ucraniano a mostrar-se na primeira vez que tocou na bola. Insistência de Bah na pressão aos 46′, a bola sobrou para o camisola 9 Yaremchuk, que, após incursão para dentro da área, descaído ligeiramente sobre a direita, rematou rasteiro, cruzado, e acertou no poste.

Aos 58′ Moreira Jr., com uma iniciativa individual no corredor central, ganhou espaço e disparou com perigo, rasteiro, com a bola a sair perto do poste esquerdo do guardião do Nice. No minuto seguinte, Paulo Bernardo, desmarcado por Yaremchuk, ficou com o pé esquerdo preso quando estava isolado frente a Bulka.

Aos 66′, Bah rematou rasteiro de pé esquerdo para defesa de Bulka. Aos 76′ Claude-Maurice obrigou Helton a defesa atenta. Até final, o Benfica fez algumas aproximações à baliza contrária, mas sem alterar o marcador.

Para desempate no torneio, o Benfica e o Nice ainda bateram cinco grandes penalidades, com os encarnados a vencerem por 5-4 (pelo Benfica converteram Yaremchuk, Gil Dias, António Silva, Vertonghen e Pizzi, enquanto Atal falhou pelo Nice).

Benfica volta a jogar neste domingo, 17 de julho, às 20h15, frente aos ingleses do Fulham, no fecho do Troféu do Algarve 2022.

Exit mobile version