Benfica Campus novamente destacado na imprensa internacional

Benfica Campus esteve em destaque na CNN Internacional, pela capacidade de formar e potenciar inúmeros jovens talentos.

Lembrando nomes como os de João Félix, Rúben Dias, Ederson, Renato Sanches ou Gonçalo Guedes, o canal norte-americano abordou, com a ajuda de Rodrigo Magalhães, coordenador técnico da Iniciação do Benfica, a estratégia formativa do Clube.

“O primeiro objetivo é formar os atletas como seres humanos e prepará-los também em termos académicos”, disse.

Rodrigo Magalhães referiu-se igualmente a alguns dos desafios impostos aos jovens formados no Benfica Campus, em particular nos momentos de transição de quem fez parte do lote de 95 atletas que vivem no centro de estágio para os últimos escalões, concretamente nos Sub-18 ou Sub-19.

“Na nossa opinião, é a idade em que começam a ter as suas próprias vidas. Eles começam a viver fora da academia e nós temos de os preparar para que vivam as suas vidas, porque nós sabemos que apenas uma pequena percentagem de atletas conseguirá o objetivo de jogar na equipa principal ou nas principais ligas europeias“, referiu.

“Após essas idades, nos Sub-19 e Sub-23, normalmente todos os nossos jogadores que se desenvolveram e cresceram no Benfica Campus conseguem jogar na Primeira e Segunda Divisão portuguesa ou em outros países, mas temos de os preparar caso o futebol falhe”, acrescentou Rodrigo Magalhães.

Rodrigo Magalhães

“O primeiro objetivo é formar os atletas como seres humanos e prepará-los também em termos académicos”

Rodrigo Magalhães

A recente conquista do Benfica na UEFA Youth League foi igualmente destacada. “Toda a gente ficou orgulhosa pelo momento vivido, porque foi um processo que não começou na última temporada. Muitos dos jogadores começaram a jogar no Benfica com seis anos, outros com 10 ou 11″, lembrou.

“Temos de olhar para toda a gente que trabalhou com eles, treinadores, treinadores adjuntos, professores, profissionais do departamento social, do scouting, todos tiveram um papel especial para aquele momento“, recordou Rodrigo Magalhães.

Mais do que ganhar um troféu, é a regularidade. Se fôssemos uma equipa que ia uma vez em cinco anos às meias-finais ou à final, ok, seria bom. Mas o Benfica tem um grupo de jogadores capacitado para competir ao mais alto nível, comparando com outras equipas da Europa. Para nós, a regularidade é o sinal de que o nosso trabalho corre bem“, sublinhou.

Campeões da UEFA Youth League

Também António Silva, defesa-central campeão europeu Sub-19 e Campeão Nacional do mesmo escalão, deu conta das suas ambições, sobretudo quando olha para o exemplo de Rúben Dias.

Olho muito para o Rúben Dias. Ele começou a jogar aqui no Benfica e vejam as coisas que atingiu no Clube e no Manchester City. É uma pessoa a seguir, é importante ter as minhas referências para atingir o topo“, disse.

“O Benfica tem muita gente que trabalha para nós, dando-nos tudo e isso é o mais importante. O Benfica Campus é importante, mas e as pessoas que trabalham connosco? Elas são o mais importante”, rematou António Silva.

Leave a Reply