Paul Ince escolheria Florentino Luís para o seu Reading se pudesse escolher

O treinador do Reading, o antigo jogador Paul Ince, 54 anos, falou aos jornalistas no final do jogo com o Benfica, que as águias venceram por 2-0 frente ao emblema do Championship (segundo escalão).

«Foi um teste muito importante para nós. Foi o nosso segundo jogo e o primeiro do Benfica. São uma equipa muito boa, cheia de bons jogadores, muito técnicos. Foi um bom teste frente a uma equipa de um patamar superior ao nosso, aceitamos isso», disse.

Muito simpático, foi desafiado: se pudesse comprar um jogador do Benfica, qual escolheria. Sorriu e… escolheu. «Ui, tantas escolhas. São todos bons jogadores, tecnicamente muito bons, e o treinador também parece ser um tipo impecável. Talvez ficasse com o médio-centro, Luís, acho [Florentino Luís], gosto dele.»

Muito simpático, causou surpresa quando lhe perguntaram se o Benfica este ano poderia lutar pelo título em Portugal. «Na época passada ficaram em terceiro, a uns 15 pontos mais ou menos do FC Porto [foram 17]. É uma liga dura. Tenho casa no Algarve há 20 anos, por isso acompanho muito o futebol português [risos]. É uma liga muito forte e os favoritos são sempre os três do costume, Sporting, FC Porto e Benfica. Se jogarem como hoje têm boas hipóteses [risos]», atirou.

Recordou depois os duelos com o atual presidente do Benfica, Rui Costa, na Serie A (Paulo Ince esteve no Inter entre 1995 e 1997, estava Rui Costa na Fiorentina). «Era num jogador top, travámos boas batalhas. Tinha tudo como jogador e era uma pessoa adorável.»

Recordação menos feliz, a derrota com Portugal no Euro 2000, por 2-3. «Não é algo que goste de recordar, confesso, aquele golo de Luís Figo foi incrível…», expressou, sempre a sorrir.

«Mandem cumprimentos meus a Rui Costa», atirou na despedida, antes de mais um comentário: «Vocês [Benfica e jornalistas] trouxeram o sol a Inglaterra, obrigado.»

Leave a Reply