Roger Schmidt recebeu sete reforços de peso mas nem todos devem ficar

Odysseas Vlachodimos, que esteve ao serviço da Grécia na Liga das Nações, Otamendi, que representou a Argentina, Vertonghen, chamado pela Bélgica igualmente para a Liga das Nações, Adel Taarabt, convocado por Marrocos, Gonçalo Ramos, em ação pelos sub-21 de Portugal, e Haris Seferovic e Roman Yaremchuk, que jogaram respetivamente por Suíça e Ucrânia a Liga das Nações e (no caso dos ucranianos) o apuramento (falhado) para o Mundial do Catar, apresentaram-se hoje no centro de estágio do Seixal, para começarem a trabalhar às ordens de Roger Schmidt.

Sete unidades de peso aumentam o contingente benfiquista, mas começam por cumprir exames médicos e testes físicos, como o Benfica mostrou nos casos de Vlachodimos, Seferovic, Otamendi e Yaremchuk.

Tiveram direito a dias de descanso compensatórios, mas terão agora de acelerar, pois é vontade do técnico vê-los em ação no estágio em Burton, Inglaterra, na casa da seleção inglesa, de maneira a intensificar a construção do onze que atacará as prés da Champions.

Não é no entanto seguro que fiquem todos no plantel. Na verdade, há rumores de transferências para Seferovic principalmente, mas os outros não estarão ainda seguros no Benfica.

Leave a Reply