Fabrizio Miccoli falou pela primeira vez após sair da cadeia em liberdade condicional

Fabrizio Miccoli, avançado italiano ex-Benfica, cumpriu mais de cinco meses de prisão, na sequência da condenação pelo crime de extorsão a uma pena de três anos e meio de cadeia, tendo o tribunal aceitado o recurso apresentado pelo antigo internacional italiano que, agora, se encontra em liberdade condicional. E Miccoli quebrou o silêncio.     

«Há 12 anos cometi um grande erro. Um daqueles erros que mudam a vida. Eu tinha tudo. Eu era o capitão do Palermo, tinha o trabalho que sempre sonhei desde criança e o povo de Palermo fez-me sentir em casa. Nestes 12 longos anos sempre preferi o silêncio. Li tudo, mas nunca respondi. Quando és jogador na Serie A tens muita atenção. Muitas pessoas querem um pedaço de ti. Muitos te conhecem, mas tu não conheces ninguém. Não sabes em quem podes confiar. Na verdade, cometi mais do que um erro. O primeiro grande erro foi estar sempre disponível para todos. Quem viveu em Palermo naqueles anos sabe. O segundo erro foi usar as palavras erradas. Muitas vezes, quando estás no topo, sentes-te invencível… em vez disso, és apenas humano», escreveu nas redes sociais.

Sobre o período que passou na prisão, Miccoli escreveu não pertencer «àquele mundo», onde «um dia parece uma eternidade» e diz que tem «cumprido o maior castigo nestes 12 anos, todos os dias».

«Como em campo, depois de uma derrota, não podes repetir o jogo que acabaste de perder, mas podes treinar e tentar fazer melhor no próximo jogo. Tenho quase 43 anos e espero ter muitos mais ‘jogos’ para recuperar e mostrar o verdadeiro Fabrizio Miccoli», lê-se.

Leave a Reply