Andebol feminino vence a Taça de Portugal e faz a 5ª dobradinha da sua história

Benfica venceu (38-31) o Colégio de Gaia neste domingo, 5 de junho, em jogo da final da Taça de Portugal de andebol feminino, conquistando assim a 5.ª dobradinha da sua história, vencendo um troféu erguido, pela última vez, há 30 anos. 

Com a dobradinha em mente e a possibilidade de trazer mais um sucesso para a modalidade 30 anos após a derradeira conquista na prova, o Benfica contrariou rapidamente o parcial de 0-2 favorável à formação de Gaia e, aos 6′, já se encontrava na frente do marcador (3-2).

Daí em diante as atletas lideradas por João Alexandre Florêncio nunca mais deixaram a liderança no marcador, com a eficácia nas transições a fazer toda a diferença. Neste particular, Alina Molkova, com seis golos neste período, mostrou-se particularmente inspirada, isto sem esquecer algumas defesas de categoria de Ana Maria Ursu na baliza encarnada. Ao intervalo, os 20-14 ofereciam algum conforto para o Benfica no que à gestão do jogo dizia respeito.

Benfica-Colégio Gaia

No início da segunda parte, pressionando e forçando os erros no ataque das nortenhas, o Benfica ampliou a sua vantagem para oito golos em apenas quatro minutos (24-16). Aos 10 minutos da segunda parte a vantagem atingiu os nove golos, altura em que a técnica Paula Castro tentou, com um desconto de tempo, reverter a tendência do encontro. As gaienses deram um sinal de resistência durante cinco minutos, mas sem sucesso.

Benfica-Colégio Gaia

Benfica manteve-se firme e acabou por vencer (38-31) a Taça de Portugal, juntando o troféu ao Campeonato Nacional, alcançando a dobradinha, a 5.ª da história do Clube, 30 anos após a derradeira conquista.

DECLARAÇÕES

Benfica-Colégio Gaia

João Alexandre Florêncio (treinador do Benfica): “É muito gratificante, disse que íamos construir a ganhar, foi o fizemos. O Colégio Gaia também fez um excelente jogo. É um dia especial, estou muito satisfeito, espero marcar um novo ciclo no andebol. Pensaremos na próxima competição, a Supertaça. Estas miúdas precisam de tempo para crescer e serem estimuladas, é o que tem acontecido. O Benfica aposta nas mulheres através do desporto, é uma valorização incrível. A minha palavra para a Direção e toda a estrutura, são os responsáveis por esta dinâmica criada. Sou apenas uma pequena ajuda. Hoje a minha filha com cinco anos tem referências. Mostraram o ADN Benfica.”

Benfica-Colégio Gaia

Alina Molkova (MVP da final): “Estou muito feliz por vir para o Benfica, para Portugal. É um grande Clube. Sinto-me em casa. Tenho o apoio do treinador e das minhas colegas. Estou muito feliz, é incrível este sucesso. Foi um excelente trabalho de equipa.”

Patrícia Rodrigues (lateral-direita): “Estes adeptos são incríveis, a vitória é deles e de toda a estrutura do Benfica. Juntas somos Benfica! Foram muitos golos para uma final, mas queríamos era defender bem e contra-atacar rápido.”

Andebol feminino Benfica

Adriana Lage (pivot): “Estamos muito felizes. Depois de 30 anos… dar esta a alegria aos adeptos. Foram incansáveis do início ao fim. Acredito que o Benfica é um Clube vencedor, vim para ganhar, queremos é ganhar. Só temos de agradecer, esta vitória é para eles [adeptos].”

Benfica-Colégio Gaia

Débora Moreno (universal): “É um sentimento inexplicável, conseguimos a dobradinha. Foi muito trabalho, união e sacrifício. Os adeptos foram o oitavo jogador. Conseguimos manter sempre a calma e ganhar.”

Nádia Rodrigues (pivot): “Nunca tivemos tantos adeptos num jogo. Foi muito trabalho árduo! Somos uma família.”

Benfica-Colégio Gaia

Maria Unjanque (lateral-esquerda): “Fomos campeãs, todos os dias foram de trabalho árduo. Já conquistei dois títulos no Benfica, estou muito feliz.”

Ana Maria Ursu (guarda-redes): “Foi um jogo muito complicado, tivemos algumas falhas na defesa, mas respondemos da melhor maneira no ataque. A vitória também é para os adeptos, gritaram do princípio ao fim.”

Benfica-Colégio Gaia
Benfica-Colégio Gaia
38-31
Pavilhão Municipal de Santo Tirso
Formação inicial do Benfica
Ana Maria Ursu, Viktoriya Borshchenko, Maria Unjanque, Nádia Rodrigues, Denise Fernandes, Mihaela Minciuna e Alina Molkova 
Suplentes
 Audília Carlos, Rita Campos, Rute Fernandes, Mariana Costa, Patrícia Rodrigues, Madalena Pereira, Adriana Lage, Débora Moreno e Odete Tavares 
Formação inicial do Colégio Gaia
Ana Catarina Ferreira, Ana Abreu, Maria Santos, Daniela Mendes, Helena Soares, Mariana Neves e Nair Pinho
Suplentes
Carolina Nogueira, Bebiana Sabino, Filipa Costa, Sofia Vieira, Patrícia Vieira, Catarina Silva, Rita Rodrigues, Sara Andrade e Ana Isabel
Ao intervalo20-14
Marcadoras
 Alina Molkova (9), Maria Unjanque (6), Viktoriya Borshchenko (5), Patrícia Rodrigues (5), Rute Fernandes (5), Rita Campos (3), Débora Moreno (3), Mihaela Minciuna (2)

“É com imensa alegria que felicito a nossa equipa feminina de andebol pela vitória deste domingo na final da Taça de Portugal.

Após terem conquistado de forma brilhante o Campeonato Nacional, 29 anos depois, as nossas atletas, a equipa técnica e todo o staff estão novamente de parabéns por terem conseguido vencer a prova-rainhatroféu que não era erguido há 30 anos.

Alcançámos uma dobradinha que fica para a história e que vem enobrecer uma temporada notável: apenas um empate em todas as competições!

O vosso talento e a vossa dedicação são motivo de orgulho para todos os benfiquistas.”

Leave a Reply