Direção do Málaga confirma terem 67% do passe de Ricardo Horta e obrigação do Braga

O Benfica continua a fazer de tudo para conseguir contratar Ricardo Horta ao SC Braga, mas a intransigência do presidente dos minhotos está a dificultar a operação, apesar de o SC Braga deter apenas uma parte do passe do médio criativo e da maior fatia dos direitos económicos do jogador continuar na posse do Málaga, que, em 2017, o negociou para Portugal.

Manolo Gaspar, diretor desportivo do clube espanhol, explicou melhor o que está em causa depois do SC Braga ter recusado uma proposta de €10 M apresentada pelo Benfica e que foi considerada muito baixa.

«Tive conhecimento da proposta apenas pela Imprensa. Quem tem de comunicar a proposta ao Málaga é o SC Braga, não é o Benfica. O SC Braga está obrigado a comunicar-nos e até agora, até às 16 horas, ainda não o fez», começou por situar Manolo Gaspar, detalhando, depois, mais pormenores: «É correto. O Málaga tem 67 por cento do passe do jogador. Também é verdade que existe um acordo e que o SC Braga, se recusar uma proposta acima de cinco milhões, tem de ficar com os 67 por cento do Málaga.»

Sem que o diretor do Málaga tenha adiantado mais,  a verdade é que os dois emblemas terão acordado a divisão (em partes não especificadas) do dinheiro de uma venda do passe de Ricardo Horta por oferta até €5 M, mas acima desse valor o Málaga terá a receber o correspondente a 67% da venda, ou a ser ressarcido nessa proporção pelo SC Braga se a  proposta for recusada – no caso dos €10 M com que os encarnados avançaram, o Málaga teria a receber €6,7 M.

Leave a Reply