Site icon TerceiroAnel.blog

Novo dono do Chelsea pode encher os cofres do Benfica com duas contratações

Advertisements

Todd Boehly, novo dono do Chelsea, vai colocar à disposição de Thomas Tuchel 200 milhões de libras, cerca de 235 milhões de euros, para reforço da equipa no mercado de verão.

A contratação de elementos para a defesa é, segundo o Guardian, considerada fundamental e, depois de um namoro que durou muito tempo, Jules Koundé deverá mesmo trocar Sevilha por Stamford Bridge por 60 milhões de euros, de forma a compensar a saída, a custo zero, de Antonio Rudiger para o Real Madrid.

No meio-campo, o regresso de Conor Gallagher após empréstimo ao Crystal Palace é já dado como adquirido mas levantam-se dúvidas sobre N’Golo Kanté e Jorginho, já que ambos terminam contrato em 2023 e ainda não renovaram. O Telegraph, de resto, adianta que o nome de Julian Weigl está na agenda do treinador alemão, que trabalhou com o médio do Benfica no Borussia Dortmund. O interesse não é novo e já havia sido noticiado no início desta temporada.

Para o ataque, os londrinos estarão abertos a negociar as saídas de Timo Werner, Christian Pulisic e Hakim Ziyech. E na lista de Thomas Tuchel para entradas estará Darwin Núñez, avançado do Benfica que tem sido tema recorrente em Inglaterra, com Newcastle e Manchester United à cabeça. Para além do uruguaio das águias, Jonathan David (Lille) e Ousmane Dembélé, em fim de contrato com o Barcelona, foram os outros nomes sugeridos pelo treinador.

Exit mobile version