Rui Gomes da Silva ataca “inércia” da estrutura encarnada ao longo dos últimos anos

O antigo candidato à presidência do Benfica analisou a temporada do Benfica e o clássico, de domingo, frente ao FC Porto, no Estádio da Luz. Rui Gomes da Silva deixou profundas críticas à atual direção do clube encarnado sobre a forma como atuaram ao longo da época.

«O jogo de sábado é o retrato de tudo o que eu penso que não deve ser o Benfica! Durante uma época contentámo-nos com graças na “Benfica News”, sem que nenhum VP ou membro da estrutura – eu diria que deveriam ter sido todos – se pronunciasse sobre arbitragens (com uma. Única exceção, isolada e sem qualquer enquadramento nem continuidade)! Eu sei que há outros erros, como o de perder pontos inexplicavelmente (então, em casa, tantas vezes), como o de ter mantido um treinador ultrapassado e de mau carácter (aumenta exponencialmente a probabilidade do erro), ou ter 3 pessoas para cada função (por razões eleitorais ou de ligações a empresários) na estrutura, tudo isso gerador de disfuncionalidades no sistema, etc, etc…Mas há uma coisa que determina essa inércia. Pensam eles que os “homens de uma condição elevada não discutem arbitragens, só cuidam de gestão”! Podem assim andar por aí livremente, ser até elogiados pelos adeptos dos nossos adversários, ou até passar fins de semana no Porto, no Douro ou em praias do Algarve a rirem-se com dirigentes dos nossos adversários, serem visitas de casa de muitos deles … só para provar a urbanidade desses perante os trogloditas, os fanáticos do Benfica (onde, já agora, me incluem)!

Mas não é assim que se serve o Benfica! O grande problema começa no topo (ou nos muitos topos que hoje “mandam” no Benfica). E esse não depende de quem nos prejudica, antes pelo contrário. Só nos prejudicam porque temos muitos problemas entre nós!!! Não se esqueçam que eu conheço todos os métodos de quem lá estava e de quem lá está. Denunciei durante 4 anos e jurei combater tudo isso. Faço-o porque ainda acredito no Benfica que conheci e com que sonho! Já agora … talvez Rui Costa seja o menos culpado. Só é o único culpado porque não tem força, capacidade, e ideias (uma única ideia) para romper com tudo isto! Porque no Benfica … “o Rei vai mesmo nu”.

Só falta quem o diga, que os que publicam as notícias e que os que denigrem nas redes sociais quem só quer saber do Benfica deixem de ser pagos para o fazer! Quanto ao resto … talvez mesmo a escolha, um dia destes – se calhar daqui a um ano – voltará a ser dos sócios! E como eu desejaria não ter razão!!! O problema não são os dois centímetros de sábado! São os kms de entrega, de abnegação da imagem ideal de cada um, da sobreposição do negócio e das fidelidades a interesses alheios, em relação a defesa intransigente, verbalizada é dita na cara de quem manda! Essa é a diferença! É isso que faz a diferença! Não adianta clamar por vingança no último jogo … quando passamos todos os outros a assobiar para o lado … para manter a imagem e não aborrecer quem lhes paga – mesmo – ao fim do mês (ou distribui parte ínfima dos lucros dos negócios para os calar).

O que todos temos de exigir à Direcção do Benfica não são auditorias em público enquanto se pedem lugares em privado (tanta ingenuidade por julgarem que eu não o saberia)! O que todos temos de exigir à Direcção do Benfica não são campanhas de Marketing. O que todos temos de exigir à Direcção é combate sem tréguas a um sistema que leva ao colo um clube que deve 600 milhões de euros e que nunca terá capacidade financeira ou massa adepta para pagar isso nem em 50 anos. E se não servem para isso, ou não têm capacidade, o caminho é só um. Basta de humilhações. Basta de puxarem o Benfica para baixo. Basta de negarem ao Benfica a sua verdadeira grandeza. Porque o problema – repito – não foram os dois cm de sábado! Foram e são os anos de silêncio que dão de avanço a quem nos odeia!», escreveu o dirigente no blog «Novo Geração Benfica».

Leave a Reply