Henrique Araújo desvaloriza mudança de treinador na equipa principal

É um dos nomes do momento na Luz. Henrique Araújo, 20 anos, época de estreia na equipa principal – um golo em cinco jogos -, figura de cartaz no decisivo jogo da Youth League, autor de um hatrick na goleada sobre o Salzburgo, por 6-0. Um espaço mediático inédito para o jovem atacante com o qual, confessou ontem, está a lidar com naturalidade.

«Fico satisfeito, mas tento não ligar muito. Quando acertamos, somos os melhores do mundo, quando falhamos somos os piores. É natural, mas tento afastar-me um pouco disso e procuro fazer o meu trabalho. Afirmar-me no plantel na próxima época? Espero fazer o que tenho feito até aqui. Continuar o trabalho diário e evoluir enquanto jogador e ajudar a equipa em que estou inserido», apontou o atacante.

Questionado sobre se está preparado para ter mais oportunidades com Roger Schimdt… «As oportunidades surgem naturalmente consoante o trabalho dos jogadores. O Benfica já provou que aposta nos jovens, sou mais um deles e espero continuar a ter oportunidades», disse.

Após alguma insistência, Henrique abordou pela primeira vez a chegada do novo técnico germânico à Luz: «Não fico satisfeito, nem chateado. É algo natural no clube. Há um treinador que vem ou um que fica, o nosso trabalho é treinar bem, jogar bem e representar o Benfica da melhor maneira.»

Leave a Reply