Benfica vence em Paredes a Oliveirense e vai à final das Taça de Portugal em hóquei em patins

O Benfica venceu, nesta noite de sexta-feira, 8 de abril, a UD Oliveirense, por 1-3, no desafio das meias-finais da final four da Taça de Portugal em hóquei em patins. A final é às 17h00 de sábado e vai haver clássico!

Foi com muita ambição e com o troféu em vista que as equipas se apresentaram em quadra, isto num desafio que começou com cerca de 15 minutos de atraso devido a uma falha energética no Pavilhão (com muitos adeptos nas bancadas!) e também face ao facto de a outra partida das meias-finais, entre FC Porto e OC Barcelos (8-7) se ter prolongado com a conclusão a surgir já na marca das grandes penalidades.

Benfica

Frente à UD Oliveirense, e num duelo que é já um clássico da modalidade, não havia melhor começo para as águias! Minuto 2 e golo de Lucas Ordoñez, que num lance individual de belo efeito fez o 0-1 no jogo. O empate esteve perto aos 5′, contudo, Pedro Henriques foi gigante na baliza e disse “não” a Marc Torra, no primeiro livre direto da noite.

Benfica forte, equilibrado, quer na defesa, quer no ataque, consistente e a dominar as incidências do encontro no Pavilhão Multiusos de Paredes. Primeira parte intensa, com várias oportunidades, mas com as defesas a superiorizarem-se aos ataques… Consequência? Apenas um golo nos primeiros 30 minutos, curto, para o produzido, mas a dar a vantagem à formação comandada por Nuno Resende ao intervalo (0-1).

Benfica

A segunda parte começou com uma oportunidade para cada um dos lados, mas mais uma vez os guarda-redes foram decisivos. Equipas encaixadas, sem grandes desequilíbrios, com o Benfica à procura de dilatar a vantagem, frente a uma formação de Oliveira de Azeméis à procura do golo do empate.

O 0-1 era justo, mas curto e perigoso… Como se viu!

Aos 45′, cartão azul para Edu Lamas e livre direto para a UD Oliveirense. Conversão exímia de Lucas Martinez e empate a uma bola em Paredes a relançar o encontro… Tudo em aberto!

A resposta não tardou e foi um golaço! Minuto 46, assistência de Poka e Carlos Nicolía, de meia-distância, a disparar sem hipóteses para fazer o 1-2 e colocar novamente as águias na dianteira.

Com dois minutos para se jogarem, décima falta para a Oliveirense, livre direto e magia de Lucas Ordoñez. Bis para o argentino e 1-3 no desafio!

Com este resultado, o Benfica garante presença na final da prova-rainha, e sábado, às 17h00, discute com o FC Porto quem erguerá o troféu.

Recorde-se que, para atingir esta final four, as águias eliminaram o UDC Nafarros, a ACD Gulpilhares, a AD Valongo e o Sporting CP.

Benfica

DECLARAÇÕES

Nuno Resende (treinador do Benfica): “Foi um jogo muito intenso e tático por parte de ambas as equipas e notou-se que houve um grande estudo de parte a parte. O facto de termos passado para a frente deu-nos algum controlo e na parte da transição defensiva estivemos excelentes, mas a Oliveirense também nos contrariou muito bem. Foi um bom jogo e a vitória ajusta-se ao Benfica.”

Benfica
UD Oliveirense-Benfica
1-3
Pavilhão Multiusos de Paredes
Cinco inicial do Benfica
Pedro Henriques, Diogo Rafael, Edu Lamas, Lucas Ordoñez e Gonçalo Pinto 
Suplentes
Rodrigo Vieira, Carlos Nicolía, Pablo Álvarez, Pol Manrubia e Poka  
Ao intervalo0-1
Golos do Benfica
 Lucas Ordoñez (2′ e 48′) e Carlos Nicolía (46′)
Marcha do marcador
 0-1, 1-1, 1-2 e 1-3

Leave a Reply