Benfica garante quartos de final da EHF European League após reviravolta na Luz frente ao Fenix

Com uma reviravolta épica, a equipa de andebol do Benfica garantiu a passagem aos quartos de final da EHF European League. No Pavilhão n.º 2 da Luz, diante dos franceses do Fenix Toulouse, triunfo por 36-30.

Com quatro golos à maior conseguidos na 1.ª mão (38-34), os franceses entraram menos nervosos e rapidamente, através de uma defesa pressionante e de contra-ataques letais, alcançaram uma vantagem confortável no jogo. Com o Pavilhão n.º 2 com mais de 1100 adeptos e a puxar pelas águias, o Benfica assentou o seu melhor andebol, melhorou na eficácia de remate, nomeadamente na segunda linha, e aproximou-se no marcador, o que acalentou esperanças de que seria possível chegar aos quartos de final da EHF European League. A melhor capacidade defensiva evidenciada pelo Benfica na parte final dos primeiros 30 minutos da partida resultou em reviravolta no resultado. Na baliza, uma palavra para Sergey Hernández e para as oito defesas (35% de sucesso) na primeira parte. Ao intervalo, as águias venciam, por 17-15

Benfica-Fenix Toulouse

Motivados pelos derradeiros segundos da primeira parte, os comandados por Chema Rodríguez surgiram fortes na etapa complementar, com muita eficácia na hora de atirar à baliza, tanto na primeira como na segunda linhas. O Fenix Toulouse sentia maiores dificuldades em parar os ataques das águias, bem como em superar a defesa encarnada. Com o decorrer dos minutos e com a partida a aproximar-se do fim, os quartos de final pareciam cada vez mais uma realidade. Os adeptos sentiam-no, percebiam a importância desta partida, festejavam e puxavam por uma equipa que, na quadra, não deixou os créditos por mãos alheias. Na baliza, tal como na primeira parte, Sergey Hernández manteve-se gigante e terminou a partida com 16 defesas efetuadas. Resultado final: 36-30 para o Benfica, que segue para os quartos de final da EHF European League.

Benfica-Fenix Toulouse

DECLARAÇÕES

Chema Rodríguez (treinador do Benfica): “Parabéns a todos os Benfiquistas. Foi extraordinário jogar no pavilhão com este ambiente, com os adeptos a apoiar-nos ao máximo. Foi a principal motivação para vencer e dar a volta a uma eliminatória difícil. A equipa segue na mesma dinâmica. Foi extraordinário o esforço da equipa, com o [Lazar] Kukic com cãibras a querer jogar, o Bélone [Moreira], nos últimos minutos, já quase nem conseguia andar. Estamos a fazer um trabalho incrível com mais de 40 jogos feitos. Prometemos que a equipa ia ser lutadora até ao último momento. Queremos ganhar sempre e não se pode pedir mais a esta equipa. Seguimos com a mesma ideia, o nosso objetivo é chegar ao máximo possível e pensamos sempre no jogo seguinte. Agora vamos desfrutar desta vitória.”

Bélone Moreira (jogador do Benfica): “Estamos muito felizes. É para isto que treinamos todos os dias e acreditávamos mesmo muito. Com a ajuda dos adeptos, uma casa praticamente cheia, não podíamos ter outro desfecho. Acreditamos no nosso trabalho e no que treinador quer de nós. Agora vamos festejar. Na 1.ª mão também fizemos um bom jogo, mas tivemos um momento de cinco minutos em que não estivemos tão bem. Observámos esse jogo, analisámos as fraquezas do adversário e quisemos mais do que eles. Os adeptos foram fundamentais para o nosso sucesso, apoiaram-nos do início ao fim e assim parece mais fácil.”

Benfica-Fenix Toulouse
Benfica-Fenix Toulouse
36-30
Pavilhão n.º 2 da Luz
Formação inicial do Benfica
Sergey Hernández, Jonas Källman, Petar Djordjic, Lazar Kukic, Tadej Kljun, Ole Rahmel e Alexis Borges
Suplentes
Gustavo Capdeville, Mahamadou Keita, Bélone Moreira, Paulo Moreno, Carlos Martins, Rogério Moraes, Luciano da Silva e Francisco Pereira
Ao intervalo17-15
Marcadores do Benfica
 Petar Djordjic (14), Bélone Moreira (5), Lazar Kukic (5), Rogério Moraes (4), Jonas Källman (3), Alexis Borges (3), Ole Rahmel (1) e Tadej Kljun (1)

Leave a Reply