João Félix bisa e tem Espanha a seus pés

O Atl. Madrid recebeu e venceu o Alavés por 4-1, no último encontro deste sábado da jornada 30 da La Liga. Um triunfo robusto e com dois nomes em destaque: desde logo o internacional português João Félix, 22 anos, que bisou (fez o 1-0 e o 3-0 aos 11’ e 82’, sendo que o primeiro é um belo golpe de cabeça na área, à ponta de lança) e está em grande momento (seis golos nos últimos seis jogos), mas também o ‘veterano’ Luis Suárez, que bisou igualmente (75’ g.p. e 90’) e que, aos 35 anos, continua a não aceitar lições de ninguém ou quase ninguém na arte de marcar golos.

Os visitantes chegaram a empatar a partida, por Gonzalo Escalante (63’), mas não resistiram ao poderio dos ‘colchoneros’, que vão numa série de seis vitórias seguidas em todas as provas e não perdem há oito jogos (sete triunfos e um empate).

João Félix teve papel decisivo na vitória (4-1) do Atlético Madrid sobre o Alavés. O português marcou dois golos e chegou aos seis nos últimos seis jogos pelos colchoneros. Em declarações à Movistar, João Félix admitiu o bom momento que atravessa no clube.

«É um processo natural, alguns jogadores chegam aqui e começam logo a jogar, outros começam no banco e depois sobressaem quando jogam. Cada jogador tem um percurso diferente, eu nunca deixei de trabalhar e de fazer a minha parte. Dei o meu melhor e, quando é assim, a verdade começa a vir ao de cima. A equipa está muito bem», disse o português, assumindo enorme motivação para o jogo em Inglaterra, frente ao Manchester City, na próxima terça-feira, mas pedindo para que a equipa «mantenha os pés no chão».

Yannick Carrasco, avançado belga do Atlético de Madrid, de 28 anos, não poupou elogios à exibição de João Félix frente ao Alavés, na noite de sábado, para a 30.ª jornada de La Liga, jogo no qual o avançado português contribuiu com dois golos para a goleada dos colchoneros por 4-1.

«João percebeu esta época que o grupo é mais importante do que qualquer individualidade. Sabemos que tem um talento tremendo, mas há momentos em que o talento não resolve tudo. Trabalhar diariamente e com afinco é importante, pensar mais na equipa e não pensar tanto nele mesmo é absolutamente decisivo para o sucesso de todos», destacou. E concluiu:

«Ele entendeu isso, tem trabalhado no duro e hoje é um jogador chave para nós. Precisamos do João Félix goleador», assinalou.

Avançado português bisou diante do Alavés (4-1), na noite de sábado, no Wanda Metropolitano, e chegou aos sete golos nos últimos oito jogos com a camisola do Atlético de Madrid.

A imprensa desportiva espanhola rendeu-se à exibição do camisola 7 dos colchoneros. A Marca, por exemplo, publicou um artigo de opinião com o título ‘Joao Feliz’, no qual se pode ler:  

«É, sem dúvida, o jogador com maior qualidade no Atlético. O português não conseguiu entrar no jogo como gostaria até porque o duelo com o Alavés foi um tanto ou quanto feio, mas brilhou intensamente sempre que tocou na bola. Apesar de marcar um golo, que colocou a equipa na frente do marcador, sempre que esteve em jogo melhorou-o. Passes milimétricos e ações individuais de enorme qualidade foram alguns dos pormenores apontados», escreveu a publicação.

Já o AS destacou.

«A sua evolução como uma referência na frente de ataque é extraordinária. Acresce ao seu talento e visão de jogo um enorme domínio da área. Abriu o marcador com um cabeceamento ao nível de um autêntico ponta-de-lança, após grande cruzamento de Vrsaljko. Jogada prodigiosa para fazer o ‘bis’, com enorme controle no ‘sprint’, um belo passe para Cunha e aproveitando uma recarga a defesa incompleta de Pacheco. Procurou puxar por Griezmann, combinando com o francês, embora às vezes não fosse possível criar situações claras para rematar. Muita qualidade nos seus pés. Está no momento mais decisivo desde que chegou ao Atlético. Que jogaço do português!.», assinala-se.  

Por fim, o Mundo Deportivo, que também não poupou nas palavras elogiosas.

«O português tornou-se o goleador do Atlético esta temporada. Um grande cabeceamento e uma boa exibição no geral. Uma das suas melhores partidas do português, concluída com o segundo golo. Deixou pormenores de qualidade avassaladora», escreveu.

A exibição de João Félix frente ao Alavés valeu ao internacional português vários elogios, entre eles, de Luis Suárez. O uruguaio, no entanto, deixou ao português uma provocação tendo em vista o Mundial do Catar, onde os dois companheiros de equipa no Atlético Madrid irão defrontar-se como adversários.

«Continua assim, craque. Mas só até ao Mundial», escreveu o uruguaio em reação a uma publicação do português nas redes sociais.

O Atl. Madrid é 3.º com 57 pontos, tantos quanto o Sevilha (menos um jogo, desloca-se a Camp Nou este domingo), ambas as equipas a 12 pontos do Real Madrid e com mais três do que o Barça (4.º).

Leave a Reply