Nélson Veríssimo só pensa no triunfo frente ao Estoril para não quebrar ciclo de vitórias

É com o propósito de acentuar as excelentes sensações proporcionadas pelo apuramento para os quartos de final da Liga dos Campeões que o Benfica se lança na abordagem da receção ao Estoril na 27.ª jornada da Liga Bwin. Em conferência de Imprensa no Benfica Campus, o treinador Nélson Veríssimo explicou o que a equipa terá de fazer no relvado do Estádio da Luz a partir das 18h00 deste domingo, 20 de março.

Temos de estar focados na nossa forma de jogar. Respeitamos muito o adversário, mas o nosso objetivo passa por um bom resultado, ou seja, ganhar“, precisou o técnico, que, num jogo que também será de homenagem às Casas do Benfica, conta ver as bancadas da Catedral repletas de entusiasmo e de apoio ao Glorioso…

Na primeira volta, na Amoreira, o Benfica empatou 1-1. Muita coisa mudou de lá para cá. Que jogo podemos esperar neste reencontro no Estádio da Luz?

Vamos jogar contra uma equipa que está confortável na classificação, que vai acabar por atingir o seu objetivo, treinada pelo mesmo treinador há duas épocas, com uma ideia de jogo bem definida a atacar e a defender. Espera-nos um jogo difícil, temos de estar no nosso melhor nível perante uma equipa que também gosta de ter a bola e que, no processo defensivo, coloca cinco jogadores na sua linha defensiva. Temos de estar focados na nossa forma de jogar. Respeitamos muito o adversário, mas o nosso objetivo passa por um bom resultado, ou seja, ganhar.

Depois de uma grande vitória europeia, como é que se prepara a equipa para regressar ao Campeonato Nacional?

Temos jogadores com muita experiência nesta alternância de jogos. Há outras situações e contextos que temos de ter em conta. Depois deste jogo com o Estoril temos a paragem para as seleções. O nosso trabalho é de alerta, houve também o sorteio para a Liga dos Campeões, portanto, é de alerta e de sensibilizar. Para além de tudo isto que está a envolver a equipa, temos o jogo com o Estoril, um adversário de qualidade e que causará dificuldades. Em Amesterdão o jogo foi exigente em termos físicos e de concentração mental, mas tivemos tempo para preparar os nossos jogadores e vamos dar uma boa resposta frente ao Estoril.

Nélson Veríssimo

“Em Amesterdão o jogo foi exigente em termos físicos e de concentração mental, mas tivemos tempo para preparar os nossos jogadores e vamos dar uma boa resposta frente ao Estoril”

Nélson Veríssimo

O que está a faltar a João Mário para ter mais minutos na equipa? A ausência de Taarabt poderá ser uma oportunidade para ele se voltar a afirmar?

As ausências do Darwin e do Taarabt são oportunidades para todos, abrem a porta para que outros jogadores tenham a sua possibilidade de ter minutos. A seleção dos jogadores em função da posição tem a ver com o que perspetivamos para o jogo. E depois é o rendimento em função das oportunidades que são dadas. Certamente que o João Mário, quando tiver essa oportunidade, também vai ter o rendimento que se espera dele, até porque, à semelhança de todos os outros jogadores que não estão a ter uma utilização tão regular, têm tido um comportamento fantástico na abordagem ao treino. Tem sido excecional no treino, no seu empenho e compromisso, para além da sua qualidade. Quando os minutos aparecerem no sentido de ter a sua oportunidade, também vai dar uma resposta positiva, e depois, em função do que definirmos como estratégia para o jogo, poderá ter continuidade nessa utilização.

Como tenciona colmatar a ausência de Darwin?

Em todos os momentos temos de estar preparados para lesões ou castigos. Nesta situação específica, não podendo contar com Darwin, temos o Roman [Yaremchuk],  o Gonçalo Ramos e o Henrique Araújo. A equipa tem de arranjar soluções para suprir as ausências. Os jogadores que entrarem vão dar resposta. Todos são importantes. Não lamentar as ausências, mas acreditar muito nos jogadores que, não sendo aposta regular, tendo estas oportunidades, vão dar uma resposta positiva. Vemos a forma como trabalham todos os dias, temos consciência de que os que entrarem vão dar resposta.

Nélson Veríssimo

“Todos são importantes. Não lamentar as ausências, mas acreditar muito nos jogadores que, não sendo aposta regular, tendo estas oportunidades, vão dar uma resposta positiva”

Weigl está de regresso à seleção alemã. Sente-se responsável por este bom momento do jogador? O posicionamento de Gonçalo Ramos em campo também é importante para o bom momento de Weigl?

O mérito é da equipa. Quando se está coletivamente forte, as individualidades acabam por sobressair. Fruto do que temos vindo a construir e do que é a qualidade dele, o Weigl foi chamado à seleção e de certeza que vai dar uma resposta positiva. A equipa está a crescer e a evoluir, mas naturalmente que a capacidade do Gonçalo de jogar em diferentes posições, seja como avançado, segundo avançado ou terceiro médio, acaba por, no momento defensivo, dar mais consistência ao nosso processo coletivo. Claro que ofensivamente também acrescenta. No modo geral, e na nossa análise, sentimos que a equipa está a evoluir e que todos os jogadores estão a contribuir para isso.

Após o jogo com o Estoril vem a paragem para as seleções. Tendo em conta os últimos resultados do Benfica, considera que poderá quebrar o andamento da equipa?

Já sabíamos que esta paragem ia existir. O calendário está definido, podíamos olhar para a sequência de resultados mais recentes e a forma como a equipa está a jogar e considerar que não será benéfico. Agora é direcionar o foco para o jogo do Estoril, num dia em que se assinala o evento das Casas Benfica, portanto, esperamos contar com muita gente no jogo para nos dar apoio e alavancar a equipa como têm feito nos últimos jogos. Vamos receber o Estoril, sabendo que vai ser um jogo difícil e que para valorizar o que fizemos contra o Ajax temos de ganhar. A partir daí, os jogadores que vão para as seleções vão, e os que ficarem cá estarão a descansar, a época já vai longa e há jogadores com muitos jogos. No regresso das seleções, há jogadores que chegarão muito próximo do jogo com o Braga, que será também muito importante para as aspirações que temos nesta Liga.

Nélson Veríssimo

“Agora é direcionar o foco para o jogo do Estoril, num dia em que se assinala o evento das Casas Benfica. Esperamos contar com muita gente no jogo para nos dar apoio e alavancar a equipa como têm feito nos últimos jogos”

O Benfica vai enfrentar o Liverpool nos quartos de final da Liga dos Campeões. Que comentário faz ao resultado do sorteio?

Estando entre as oito melhores equipas da Europa, venha o diabo e escolha, não é? São todas equipas com mais-valias. Claro que havia um lote de equipas, onde incluo o Liverpool, com um nível de dificuldade acrescido, mas o sorteio ditou-nos esse jogo. Vamos ter a mesma lógica de abordagem que tivemos frente ao Ajax. Não queria direcionar muito a análise para o jogo com o Liverpool, porque até lá ainda teremos dois jogos muito importantes para nós, com o Estoril e, a seguir à paragem das seleções, com o Braga.

Leave a Reply