Site icon TerceiroAnel.blog

Benfica já está na final da Taça da Liga após empate no reduto do Famalicão

Advertisements

Já está! A equipa feminina de futebol do Benfica garantiu a presença na final da Taça da Liga ao empatar, fora de portas, com o Famalicão (0-0). Recordar que as Inspiradoras haviam vencido por 1-0 na 1.ª mão.

Primeira parte muito disputada a meio-campo, com a bola a andar longe das balizas. Ainda assim, o Benfica tomou conta das incidências e da bola, com mais posse e a apostar no ataque organizado; o Famalicão, com claras dificuldades em sair a jogar desde trás, tentava criar perigo através de transições rápidas e exploração da profundidade. 

A precisar de marcar, as nortenhas foram as primeiras a rematar, aos 8′, num tiro cruzado de Ana Capeta bem travado por Katelin Talbert. Os remates só regressaram à Academia do Famalicão à meia-hora. Aos 31′, Cloé Lacasse trabalhou na esquerda, endossou o esférico para Marta Cintra que, em boa posição, rematou por cima. As famalicenses responderam aos 34′, por Érica Bispo. A avançada foi lançada pela direita, fletiu para dentro e rematou para nova intervenção de Katelin Talbert. Ao intervalo: 0-0.

A segunda parte foi mais viva e jogada de forma mais aberta, com o Benfica a acercar-se mais da área nortenha. Primeira oportunidade foi logo aos 47′, através de um cabeceamento de Cloé Lacasse, após a marcação de um pontapé de canto, para grande estirada de Rute Costa. Mais espaço, maior verticalidade de ambos os lados e, aos 54′, num lance confuso na área do Benfica, Érica Bispo viu o seu remate desviado pela defensiva encarnada. 

Quando faltavam cerca de 20 minutos para o fim, as equipas técnicas mexeram nas formações e as oportunidades a aparecerem. Aos 69′, bola nas costas da defesa das águias e Raquel Fernandes, isolada, rematou por cima. O Famalicão precisava de um golo e carregava. Aos 80′, Ana Capeta tentou um chapéu perto do meio-campo, com Katelin Talbert, atenta, a sacudir. No minuto seguinte (81′), resposta do Benfica, com o disparo de Valéria para defesa de Rute Costa. Até final, o nulo não se alterou. Com este 0-0, o Benfica carimbou o passaporte rumo à final da Taça da Liga. 

O jogo decisivo vai ter lugar no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, a 23 de março

DECLARAÇÕES

Filipa Patão (elemento da equipa técnica do Benfica): “Cada jogo é um jogo. Os constrangimentos que vamos encontrar na final vão ser diferentes dos que encontrámos aqui, nem que seja pela atmosfera, como também por ser um relvado natural, o que dá vantagem à equipa que queira jogar com a bola no chão. Quando falo de crescimento, falo em gerir os momentos do jogo. Sabíamos que o Famalicão ia criar perigo em lances de bola parada, porque em ataque organizado seria mais difícil. Acabámos por dar ao adversário o que ele queria, com momentos de bola parada. É aí que digo que temos de crescer. Acredito que, com trabalho e ao falar com as jogadoras, vamos ter mais controlo nestes momentos. Acredito que [a final] vai ser um excelente jogo e o Benfica vai apresentar-se bem mais forte. Foi, sem dúvida, um jogo bastante difícil. Já sabíamos que íamos encontrar uma equipa organizada e das dificuldades que íamos ter por ser relvado sintético. Muito vento e muita dificuldade em jogar, com mudanças das trajetórias da bola. Reforçar a atitude da equipa, que foi excelente do primeiro ao último minuto. Foi à Benfica! Mais um cumprimento de um objetivo a que nos propusemos no início da época.”

Famalicão-Benfica
0-0
Campo n.º 2 da Academia do FC Famalicão
Onze do Benfica
Katelin Talbert, Catarina Amado, Sílvia Rebelo, Carole Costa, Lúcia Alves, Pauleta, Beatriz Cameirão, Ana Vitória, Jéssica Silva (90′, Christy Ucheibe), Cloé Lacasse e Marta Cintra (72′, Valéria)
Suplentes
Adriana Rocha, Ana Seiça, Daniela Santos, Christy Ucheibe (90’+2′), Maria Negrão, Valéria (72′) e Cassandra Korhonen
Ao intervalo0-0

Exit mobile version