Bernardo Silva em exibição tremenda na goleada com que brindou o dérbi de Manchester

O Estádio Etihad foi palco de mais um dérbi de Manchester, referente à 28.ª jornada da presente edição da Premier League. Se a bolsa de apostas atribuía o favoritismo ao City, a equipa de Pep Guardiola tratou de confirmar esse estatuto dentro das quatro linhas, derrotando o United, por 4-1, com tremenda nota de superioridade.

De Bruyne não demorou a inaugurar o marcador (5’), com um disparo, sensivelmente, da marca de penálti, assistido com mestria por Bernardo Silva. Os visitantes ainda se aguentaram no arranque, com Fred a ameaçar antes de Sancho ir direto à questão: contra-ataque fantástico, com o extremo a repor a igualdade com um remate potente e junto ao poste (22’).

A partir daí, os citizens deram a ver uma faceta demolidora e impiedosa, carregando sobre o adversário. Não se estranhou, por isso, novo golo dos donos da casa: De Bruyne, mais uma vez, acertou no alvo (28’), naquela que foi a segunda recarga num lance em que Foden e Bernardo Silva – que exibição! – também se candidataram às celebrações.

O intervalo serviu para a formação de Ralf Rangnick respirar um pouco… antes de enfrentar um segundo tempo verdadeiramente perturbador. Salvo algumas aproximações inofensivas à área contrária, aí, a vida de Bruno Fernandes e companhia foi assistir à superioridade do líder do campeonato.

Entre tantos arrepios na espinha provocados nos red devils, Mahrez foi o mais certeiro na hora de finalizar. O argelino marcou o primeiro na sequência de um canto apontado por De Bruyne (68’), num pontapé sem preparação sobre a linha da área, e confirmou o bis em cima da hora (90’), desmarcado por Gundogan.

Antes de receber o Sporting, na 2.ª mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, o Manchester City volta a estabelecer uma vantagem de seis pontos sobre o Liverpool, o 2.º classificado da Premier League, que tem menos um jogo realizado. Quanto ao Manchester United, cai para a 5.ª posição, por troca com o Arsenal (48/47 pontos), e sai da zona Champions, sendo que o conjunto de Londres tem três partidas em atraso.

Leave a Reply